Informações sobre Segurança

IMPORTANTES INSTRUÇÕES DE SEGURANÇA

  1. LEIA estas instruções.
  2. GUARDE estas instruções.
  3. PRESTE ATENÇÃO em todas as instruções.
  4. SIGA todas as instruções.
  5. NÃO use este aparelho perto de água.
  6. LIMPE SOMENTE com um pano seco.
  7. NÃO bloqueie nenhuma das aberturas de ventilação. Deixe distâncias suficientes para ventilação adequada e instale de acordo com as instruções do fabricante.
  8. NÃO instale próximo de nenhuma fonte de calor, tais como fogo aceso, radiadores, bocais de aquecimento, fornos ou outros aparelhos que produzam calor (inclusive amplificadores). Não coloque fontes de chamas sobre o produto.
  9. NÃO inutilize as características de segurança do conector polarizado ou com pino de aterramento. Um conector polarizado possui duas lâminas com uma mais larga do que a outra. Um conector com pino de aterramento possui duas lâminas e um terceiro pino de aterramento. É fornecida uma lâmina mais larga ou o terceiro pino para a sua segurança. Se por acaso o conector não se encaixar na tomada, chame um eletricista para substituir a tomada obsoleta.
  10. PROTEJA o cabo de alimentação, evitando que seja pisado ou que enrosque, especialmente nos conectores, nas tomadas elétricas de emprego geral e no ponto onde elas saem do aparelho.
  11. USE SOMENTE acessórios/apetrechos especificados pelo fabricante.
  12. USE somente com um carrinho, pedestal, tripé, suporte ou mesa especificados pelo fabricante ou vendidos com o aparelho. Quando utilizar um carrinho, tenha cuidado ao movimentar o conjunto aparelho/carrinho para evitar danos com a queda do mesmo.
  13. DESLIGUE este aparelho da tomada elétrica durante tempestades com relâmpagos ou quando não seja utilizado por longo período.
  14. DEIXE toda a manutenção sob a responsabilidade de uma equipe de manutenção qualificada. É necessário realizar a manutenção quando por algum motivo o aparelho tiver sido danificado de alguma forma, como por exemplo por dano do cabo de alimentação elétrica ou do seu conector, por derramamento de líquido ou queda de objetos no aparelho, se o aparelho tiver sido exposto à chuva ou à umidade, não esteja operando normalmente ou tenha sofrido queda.
  15. NÃO exponha o aparelho a respingos ou goteiras. NÃO coloque objetos cheios de líquidos, tais como vasos, sobre o aparelho.
  16. O plugue MAINS (rede elétrica) ou um acoplador de aparelho deve estar sempre pronto para operação.
  17. O ruído aéreo do Aparelho não ultrapassa 70 dB (A).
  18. O aparelho com construção CLASSE I deve estar conectado à tomada da rede elétrica com ligação à terra.
  19. Para reduzir o risco de incêndio ou choque elétrico, não exponha este aparelho à chuva ou umidade.
  20. Não tente modificar este produto pois pode resultar em lesão pessoal e/ou falha do produto.
  21. Opere este produto dentro da faixa de temperatura de operação especificada.

Observação: Informações do modelo e potências nominais podem ser encontradas na etiqueta da parte inferior da unidade

Visão Geral

Descrição Geral

O Processador de Conferência de Áudio P300 IntelliMix® oferece algoritmos DSP IntelliMix otimizados para aplicativos de conferência de áudio/vídeo, com 8 canais de cancelamento de eco acústico, redução de ruído e controle de ganho automático para garantir um áudio de alta qualidade.

O P300 fornece opções de conectividade Dante (10 internos / 2 externos), Analógica (2 blocos internos / 2 blocos externos), USB (1 interno / externo) e Móvel (3,5 mm) que tornam a conexão a sistemas de salas e a colaboração com laptops e dispositivos móveis mais fáceis do que nunca.

Recursos

  • Conecta 10 entradas de áudio Dante™, 2 entradas analógicas, USB e um dispositivo móvel a um sistema de conferências em A/V ou a um aplicativo de videoconferência baseado em computador
  • Inclui algoritmos DSP da Shure para melhorar a qualidade do áudio em conferências em A/V: 8 canais de AEC (cancelamento de eco acústico), redução de ruído e controle de ganho automático, combinados com mixagem automática IntelliMix, mixagem matriz, atraso, compressor e equalização paramétrica
  • Conectividade e roteamento de sinal flexível: áudio analógico (2 blocos internos / 2 blocos externos) para conectar ao sistema de conferência em A/V ambiente; USB (1 interno / externo) para conectar ao laptop ou computador ambiente; um conector TRRS de 3,5 mm para conectar a um dispositivo móvel para permitir um participante adicional
  • Power over Ethernet Plus (PoE+) elimina a necessidade de uma fonte de alimentação externa
  • Fator forma compacto fácil de montar sem o bastidor do equipamento

Introdução

Este dispositivo contém um aplicativo da web baseado em navegador, que controla as propriedades de rede e áudio. Ao concluir este processo de configuração básico, você poderá:

  • Acesse o aplicativo da web para personalizar as configurações de áudio, o roteamento de sinal e as propriedades da rede
  • Usar o software Dante Controller para se conectar com outros dispositivos Dante e passar áudio
  • Acessar informações de configuração adicionais

Etapa 1: Conexão à Rede

  1. Use um cabo Ethernet (CAT5e ou superior) para conectar o P300 ao switch de rede.
  2. Observação: O switch de rede deve fornecer PoE+ (Power over Ethernet). Conecte a uma porta PoE+, já que muitos switches não fornecem alimentação em todas as portas.

  3. Conecte um computador a um switch de rede com um cabo Ethernet

Etapa 2: Acesso ao Aplicativo da Web

  1. Faça download do aplicativo Shure Device Discovery (http://www.shure.com) e instale-o
  2. Abra o aplicativo Shure Device Discovery
  3. Clique duas vezes no dispositivo para abrir o aplicativo da web.
  4. Dica: Se estiver configurando vários dispositivos Shure, use o botão Identificar no aplicativo para piscar as luzes do dispositivo.

Etapa 3: Conexão de Dispositivos no Software Dante Controller

  1. Faça download do Software Dante Controller do site http://www.audinate.com e instale-o
  2. Use o Dante Controller para criar conexões com outros dispositivos Dante.
  3. Importante: Para dispositivos Shure com mixagem automática integrada (como o MXA910), conecte canais independentes aos canais de entrada Dante do P300, para garantir a eficácia do cancelamento de eco acústico.

Observação: Consulte o guia do usuário do Dante Controller para obter mais informações sobre roteamento do canal (disponível em http://www.audinate.com/resources/technical-documentation)

Exemplo: Conexão do P300 e Shure MXA910

  1. Encontre o MXA910 na lista de transmissores Dante e selecione o sinal de adição (+) para exibir todos os canais.
  2. Encontre o P300 na lista de receptores Dante e selecione o sinal de adição (+) para exibir todos os canais.
  3. Conecte os canais 1–8 do MXA910 aos canais de entrada Dante 1–8 do P300. Não use saída de mix. auto do MXA910 no P300.

Etapa 4: Configuração de Áudio

As etapas finais de configuração vão variar dependendo do processamento de sinal exigido e do hardware conectado ao P300. Estas etapas oferecem uma diretriz generalizada. Etapas específicas estão inclusas nos exemplos de sistema.

  1. Conecte dispositivos de áudio analógicos, USB e móveis
  2. Roteie os sinais no mixer matriz
  3. Ajuste os níveis de entrada e saída nas guias de entrada e saída
  4. Ative os blocos de processamento de sinal digital conforme necessário
  5. Configure o canal de referência de AEC abrindo o menu de AEC na visualização esquemática ou na guia entradas e selecionando um canal no menu suspenso. Use o canal que transmite o áudio para os alto-falantes como referência de AEC. Analógico — Para o Alto-falante é o canal mais comum para essa aplicação, em configurações com um sistema de alto-falantes analógicos ou alto-falante integrado com mostrador.

Informações mais detalhadas estão disponíveis na seção de ajuda do aplicativo da web.

Obter Mais Informações

Agora que a configuração básica está concluída, você deve ter acesso ao aplicativo da web e poder passar áudio entre dispositivos. Informações mais detalhadas estão disponíveis online e na seção de ajuda, incluindo:

  • Maximização da qualidade de áudio com o equalizador paramétrico integrado
  • Cadeias de comando do sistema de controle externo
  • Roteamento de sinal
  • Diagramas de cenário de sistema
  • Configuração do software
  • Informações de rede
  • Solução de Problemas
  • Peças de reposição e acessórios

O guia do usuário completo está disponível em: http://pubs.shure.com/guide/P300

Requisitos de Planejamento de Sistema e Dispositivo

Sistema de Computador USB

  1. Conecte o computador à porta USB no P300
  2. Conecte um alto-falante de potência ou amplificador à saída analógica 2 do P300. No mixer matriz, isso está indicado como Analog - To Speaker.
  3. No aplicativo da web do P300, abra o mixer matriz para fazer conexões entre dispositivos.
  4. Observação: Algumas conexões são feitas no mixer matriz por padrão. Consulte o tópico de ajuda do mixer matriz no aplicativo da web para obter mais informações.

    Conexões do Mixer Matriz Necessárias:
    Entrada Saída
    Mix. Auto Saída USB
    Entrada USB Analógico — Para o Alto-falante
  5. Na visualização esquemática, clique com o botão direito em um bloco AEC e defina o canal de referência de AEC como Analog - To Speaker.
  6. No aplicativo da web, ajuste os níveis de entrada e saída e faça uma verificação de som. Consulte os tópicos de ajuda do aplicativo da web para mais informações.

Conexão a um Dispositivo USB

A porta USB conecta o computador hospedeiro a todo o sistema de áudio da sala, incluindo microfones e alto-falantes.

Quando o P300 é conectado pela primeira vez, o computador o reconhece como um dispositivo de áudio USB. Talvez seja necessário selecioná-lo como o dispositivo de entrada/saída (gravação/reprodução) para passar áudio. Atribua o P300 como o dispositivo padrão para garantir que ele passe o áudio toda vez que for conectado. Consulte o manual do computador para ajustar as configurações de áudio.

Compatibilidade de Adaptador

Este dispositivo é compatível com adaptadores USB-B para USB-C. Só é recomendável usar um adaptador em computadores desktop e laptop, já que muitos dispositivos móveis não suportam áudio bidirecional através de portas USB ou Lightning.

Sistema de Codec de Hardware

  1. Conecte a saída de áudio do codec de hardware à entrada analógica 1 do P300. No mixer matriz, isso é indicado como Analog - From Codec.
  2. Conecte a entrada de áudio do codec de hardware à saída analógica 1 do P300. No mixer matriz, isso é indicado como Analog - To Codec.
  3. Conecte um alto-falante de potência ou amplificador à saída analógica 2 do P300. No mixer matriz, isso está indicado como Analog - To Speaker.
  4. No aplicativo da web do P300, abra o mixer matriz para fazer conexões entre dispositivos.
  5. Observação: Algumas conexões são feitas no mixer matriz por padrão. Consulte o tópico de ajuda do mixer matriz no aplicativo da web para obter mais informações.

    Conexões do Mixer Matriz Necessárias:
    Entrada Saída
    Mix. Auto Analógico — Para o codec
    Analógico — Do Codec Analógico — Para o Alto-falante
  6. Na visualização esquemática, clique com o botão direito em um bloco AEC e defina o canal de referência de AEC como Analog - To Speaker.
  7. No aplicativo da web, ajuste os níveis de entrada e saída e faça uma verificação de som. Consulte os tópicos de ajuda do aplicativo da web para mais informações.

Sistema de Celular

Neste exemplo, quando o telefone está conectado, o microfone integrado e o alto-falante estão desativados — o telefone somente transmite a chamada. O microfone MXA310 captura o áudio da extremidade próxima e o alto-falante fornece o áudio da extremidade distante da chamada.

  1. Conecte o telefone ao P300 usando um cabo TRRS de 1/8 pol.
  2. Conecte um alto-falante de potência ou amplificador à saída analógica 2 do P300. No mixer matriz, isso está indicado como Analog - To Speaker.
  3. No aplicativo da web do P300, abra o mixer matriz para fazer conexões entre dispositivos.
  4. Observação: Algumas conexões são feitas no mixer matriz por padrão. Consulte o tópico de ajuda do mixer matriz no aplicativo da web para obter mais informações.

    Conexões do Mixer Matriz Necessárias:
    Entrada Saída
    Mix. Auto Saída móvel
    Entrada móvel Analógico — Para o Alto-falante
  5. Na visualização esquemática, clique com o botão direito em um bloco AEC e defina o canal de referência de AEC como Analog - To Speaker.
  6. No aplicativo da web, ajuste os níveis de entrada e saída e faça uma verificação de som. Consulte os tópicos de ajuda do aplicativo da web para mais informações.

Requisitos de Cabo para Conexão Móvel

É necessário um cabo TRRS de 1/8 pol. para conectar um telefone ao P300. Evite usar cabos com flange de metal, pois isso pode gerar conexão elétrica na parte externa do telefone e interromper o sinal.

Para garantir a operação adequada, utilize apenas:

  • Cabos aprovados pela Apple
  • Cabos com flange de plástico ou não condutivo

Observação: Se necessário, um cabo TRS (ponta/anel/luva) pode ser usado para conectar um dispositivo estéreo ao P300, mas o dispositivo só poderá enviar áudio ao P300. O recurso Ativar mudo automático (localizado no canal móvel da seção entrada do aplicativo da web) deve estar desativado nesse caso.

Otimização do Desempenho de Áudio do P300 com os Microfones MXA910 e MXA310

O P300 possui modelos para o pareamento com sistemas de microfone Shure, bem como modos de otimização de microfone no mixer automático para garantir o melhor desempenho com todas as combinações de equipamento. Desativar o processamento de sinal no MXA910 e no MXA310 é essencial para obter a melhor qualidade de áudio possível. Veja o processo para cada microfone posteriormente neste tópico.

Configuração do P300

Modelos

Selecione um modelo para ajustar automaticamente todas as configurações de DSP para corresponder ao microfone. Como a acústica de salas são altamente variáveis, as configurações do equalizador não são incluídas nos modelos e devem ser feitas manualmente.

Configuração de Otimização de Mix. Auto do Microfone

Observação: Se estiver utilizando um modelo, a configuração de otimização do microfone é inserida automaticamente.

Selecione o microfone que é usado com o mixer automático para melhor desempenho.

Use o MXA910 ou MXA310 quando estiver usando o microfone de Arranjo de Teto ou de Arranjo de Mesa Shure Microflex®Advance™.

Importante: Desative o filtro de limite baixo (MXA910), o filtro de sons graves (MXA310), e todas as equalizações nos microfones para obter o melhor desempenho com a otimização dos microfones.

Use a configuração Desligado ao utilizar o sistema Shure Microflex Sem Fio ou microfones tradicionais com fio. Se estiver usando microfones com fio, utilize a Interface de Rede Shure ANI4IN para trazer os microfones para a rede Dante.

Configuração do MXA910 e do MXA310

Para Otimizar o Desempenho de Áudio do P300 + MXA910:

  1. Abra o aplicativo da web do MXA910
  2. Desative o Filtro de Limite Baixo
  3. Em cada canal, desative o equalizador e ajuste o ganho de entrada para 0
  4. Se a equalização for necessária, utilize os equalizadores do P300

Para Otimizar o Desempenho de Áudio do P300 + MXA310:

  1. Abra o aplicativo da web do MXA310
  2. Desative o Filtro de Sons Graves
  3. Em cada canal, desative o equalizador e ajuste o ganho de entrada para 0
  4. Se a equalização for necessária, utilize os equalizadores do P300

Hardware e Instalação

Hardware do P300

Painel Traseiro

Painel frontal

① Entrada Móvel A entrada móvel TRRS conecta-se a um dispositivo móvel. Suporta áudio bidirecional com um cabo TRRS ou envia áudio para o P300 com um cabo TRS.

Observação: Consulte o tópico dos requisitos de cabo para obter mais informações

Designação dos Pinos:
Ponta Entrada de Áudio (Esquerda)
Anel 1 Entrada de Áudio (Direita )
Anel 2 Terra
Adaptador Saída de Áudio (Para o telefone)

Observação: os sinais de áudio Esquerdo e Direito são adicionados a um sinal mono.

② Entradas de Áudio (Conector de Bloco) A entrada de áudio balanceado conecta-se a um dispositivo analógico. Configure o nível de entrada analógica do aplicativo da web para corresponder ao nível de saída do dispositivo analógico. Sensibilidade de entrada:

Line (+4 dBu)

Aux (–10 dBV)

Atribuições dos Pinos de Bloco:

Áudio +

Áudio -

Terra do áudio
③ Parafuso do Terra do Chassi Fornece uma conexão opcional para o cabo blindado do microfone ao terra do chassi.
④ Saídas de Áudio (Conector de Bloco) A saída de áudio balanceado conecta-se a um dispositivo analógico. Configure o nível de saída do aplicativo da web para corresponder à sensibilidade de entrada do dispositivo analógico (nível de Linha, Auxiliar ou de Microfone).

Áudio +

Áudio -

Terra do áudio
⑤ Porta USB Conecta-se a um computador para enviar e receber sinais de áudio. Utilize o mixer matriz para somar qualquer combinação de sinais do P300 em um único canal mono e envie por meio da saída USB.
⑥ Porta da Rede Dante Conecta-se a um switch de rede para conectar o áudio Dante, PoE (Power over Ethernet) e dados do software de controle.
⑦ Botão Redefinir Retorna as configurações do dispositivo ao padrão de fábrica
⑧ Indicadores LED

Alimentação: PoE+ (Power over Ethernet Plus) presente

Observação: Use um injetor de PoE+ se o seu switch de rede não fornece PoE+.

Rede: Conexão de Ethernet ativaÁudio da Rede: Áudio Dante presente na rede Comportamento do LED de Áudio da Rede
Status dos LEDs Atividade
Desl. Sem sinal ativo
Verde O dispositivo não está operando com sucesso
Vermelho Ocorreu um erro. Consulte o log de eventos para obter detalhes.
Encryption:
Status dos LEDs Atividade
Desl. Áudio não criptografado
Verde Criptografia ativada
Vermelho Erro de criptografia. Causas possíveis:
  • A criptografia está ativada em um dispositivo e não no outro
  • Incompatibilidade de frase de acesso
Áudio USB
Estado do LED Status
Desl. Nenhum dispositivo USB conectado
Verde Dispositivo USB funcionando com sucesso
Vermelho (piscando) Problema detectado com o dispositivo de áudio USB conectado

Observação: Os detalhes dos erros estão disponíveis no log de eventos no aplicativo da web.

⑨ Indicadores de Nível (Sinal/Corte)

LEDs de três cores indicam o nível de sinal de áudio para os canais analógicos. Ajuste os níveis de saída no aplicativo da web para evitar corte.

Entrada/Saída Analógica
Estado do LED Nível do Sinal de Áudio
Desl. menos de –60 dBFS
Verde –60 dBFS a –18 dBFS
Amarelo –18 dBFS a –6 dBFS
Vermelho –6 dBFS ou mais

Observação: Os LEDs de entrada e saída ficam apagados quando a medição é ajustada para Pós-aten. e o canal está mudo no aplicativo da web.

Instalação e Montagem em Bastidor

Há duas opções de montagem disponíveis para instalar o P300:

Bandeja de Bastidor de 19 pol. CRT1 (acessório opcional): Suporta até 2 dispositivos (dois P300s ou um P300 e um ANI4IN, ANI4OUT, ANI22 ou ANIUSB); pode ser montada em um bastidor ou sob uma mesa

Bandeja de Montagem de Peça Única (acessório incluso): Suporta um único dispositivo, para montar sob uma mesa

Fixação dos Dispositivos

Use os parafusos inclusos no kit de peças de montagem para fixar cada P300 ou a ANI (Interface de Rede de Áudio). Os dispositivos podem ser montados voltados para qualquer direção. Insira os parafusos pela parte inferior nos furos adequado, conforme os diagramas a seguir:

Alinhe os furos conforme mostrado para fixar um único dispositivo na bandeja de montagem de peça única

Alinhe os furos conforme mostrado para fixar até dois dispositivos na bandeja de bastidor de 19 pol.

Configuração das Orelhas do Bastidor (CRT1)

As orelhas ajustáveis do bastidor permitem montagem em um bastidor de equipamentos padrão ou sob uma mesa.

Montagem em Bastidor de 19 pol. Padrão

  1. Alinhe as orelhas com os furos de montagem voltados para a frente.
  2. Instale os dois parafusos que fixam a orelha à bandeja, conforme mostrado.

Montagem sob Mesa

  1. Alinhe as orelhas com os furos de montagem voltados para cima.
  2. Instale os dois parafusos que fixam a orelha à bandeja, conforme mostrado.

Instalação sob uma Mesa

  1. Segure a bandeja no local desejado sob uma mesa
  2. Use um lápis para marcar a posição dos furos de montagem na mesa.
  3. Faça 4 furos para os parafusos. O diâmetro dos furos na bandeja deve ser de 7,1 mm.
  4. Instale os componentes na bandeja
  5. Instale os 4 parafusos para fixar a bandeja sob a mesa

Power Over Ethernet Plus (PoE+)

Este dispositivo exige PoE Plus para funcionar. Ele é compatível com fontes de PoE+ Classe 4.

A alimentação por meio de Ethernet é fornecida de uma das formas a seguir:

  • Um switch de rede que fornece PoE+
  • Um dispositivo injetor de PoE+ (deve ser um dispositivo Gigabit)

Requisitos de Cabo

Sempre use cabo Cat5e ou superior.

Reiniciar

O botão redefinir está localizado dentro de um pequeno orifício no painel traseiro. Use um clipe de papel ou outra ferramenta pequena para pressionar o botão.

Há duas funções de reinicialização do hardware:

Reinicialização da rede (pressione o botão por 4–8 segundos) Restaura todas as configurações IP de rede do áudio e de controle da Shure aos padrões de fábrica
Reinicialização completa aos padrões de fábrica (pressione o botão por mais de 8 segundos) Restaura todas as configurações de rede e do aplicativo da web para os padrões de fábrica.

Opções de Redefinição de Software

Reinicialização do dispositivo:No aplicativo da web (configurações > redefinição de fábrica), há um botão Reinicialização do dispositivo que simplesmente desliga a alimentação do dispositivo, como se ele estivesse desconectado da rede. Todas as configurações são mantidas quando o dispositivo é reinicializado.

Restaurar Padrões de Fábrica: No aplicativo da web (configurações > redefinição de fábrica), restaura todas as configurações de rede e do aplicativo da web para os padrões de fábrica. Isso equivale a uma redefinição de fábrica completa usando o botão redefinir do dispositivo.

Predefinição de Configurações Padrão: para reverter as configurações de áudio às configurações de fábrica (com exceção de Nome do Dispositivo, Configurações IP e Senhas), selecione Predefinição de Carga e selecione a predefinição de configurações padrão.

Identificação de Dispositivo

Para identificar o hardware piscando as luzes, selecione o botão Identificar no menu de navegação localizado no lado esquerdo do aplicativo da web.

O botão Identificar aparece como um ícone quando o menu está recolhido.

Visualização do Diagrama Esquemático

A visualização do diagrama esquemático no aplicativo web fornece uma visão geral de toda a cadeia de sinal, com a capacidade de ajustar configurações e monitorar sinais.

Ajuste das Configurações

Clique com o botão direito em uma entrada, saída ou bloco de processamento para acessar as seguintes opções:

Por Canal
Copiar/colar Copie e cole configurações entre itens. Por exemplo, ajuste a curva do equalizador na saída USB, e depois utilize a mesma configuração para a saída analógica. Ou, copie o ganho e o status de mudo de um canal de entrada para vários outros.
Ativar/desativar o mudo Emudece ou ativa o canal
Ativar/desativar Liga ou desliga o processamento (não se aplica ao mixer matriz ou mixer automático)
Editar Abre o diálogo para ajustar parâmetros
Global (clique com o botão direito na área em branco)
Emudecer todas as entradas Emudece todos os canais de entrada
Emudecer todas as saídas Emudece todos os canais de saída
Desativar mudo para todas as entradas Desativa o mudo de todos os canais de entrada
Desativar mudo para todas as saídas Desativa o mudo de todos os canais de saída
Fechar todas as caixas de diálogo Apaga todos os diálogos abertos da área de trabalho

Personalização da Área de Trabalho

Crie um ambiente personalizado para monitorar e controlar um conjunto de entradas, saídas e blocos de processamento a partir de uma só tela. Há duas maneiras de dividir diálogos:

  • Botão direito > editar
  • Clique duas vezes na entrada, saída ou bloco de processamento.

Abra quantos diálogos precisar para manter disponíveis os controles importantes.

Medição e Fluxo de Sinal

Aparece um medidor abaixo de cada entrada e saída para indicar níveis de sinal (dBFS).

As linhas que conectam entradas e saídas ao mixer matriz aparecem coloridas quando as conexões são estabelecidas. Quando um sinal não é roteado, a linha aparece em cinza. Use estas ferramentas para resolver problemas de sinais de áudio e verificar conexões e níveis.

Mixer Matriz

O mixer matriz roteia sinais de áudio entre entradas e saídas, para um roteamento simples e flexível:

  • Envie um único canal de entrada para múltiplas saídas
  • Envie múltiplos canais de entrada a uma única saída

Roteamento de Canais

Conecte entradas e saídas selecionando a caixa onde elas se intersectam.

Importante: Dispositivos Dante devem ser roteados no software Dante Controller para passar áudio para um dispositivo Dante ou vindo dele.

Configuração Padrão

A configuração padrão permite ligar para múltiplas extremidades distantes usando os Microfones Shure de extremidade próxima. As conexões são estabelecidas para codecs de hardware, codecs de software e telefones celulares em operação, simultaneamente.

Canal de Origem / Entrada Canal de Destino / Saída
Mix. Auto (canais de entrada Dante somados)

Analógico — Para o Codec (Saída analógica 1)

Saída USB

Saída móvel

Analógico — Do Codec (Entrada analógica 1)

Analógico — Para o Alto-falante (Saída analógica 2)

Saída USB

Saída móvel

Entrada USB

Analógico — Para o Codec (Saída analógica 1)

Analógico — Para o Alto-falante (Saída analógica 2)

Saída móvel

Entrada móvel

Analógico — Para o Codec (saída analógica 1)

Analógico — Para o Alto-falante (saída analógica 2)

Saída USB

Ganho de Cruzamento

O ganho de cruzamento ajusta o ganho entre uma entrada e saída específicas, para criar submixagens separadas sem modificar as configurações de volume da entrada ou saída. Selecione o valor de dB em qualquer cruzamento para abrir o painel de ajuste do ganho.

Preparação de ganho: volume de entrada > ganho de cruzamento > volume de saída

Exemplo: Conexão de Chamada Tripla

O áudio de extremidade próxima dos microfones Dante (Shure MXA 310) e o telefone celular são roteados ao codec de vídeo e enviados para a extremidade distante. O telefone celular simplesmente transmite o áudio do chamador remoto — o microfone integrado e o alto-falante são desativados.

O áudio de extremidade distante do codec de vídeo é roteado a um amplificador ou alto-falante de potência (analógico ou habilitado para Dante). Ele também é roteado para o telefone celular (conectado ao P300) para retransmitir o sinal para o chamador remoto.

O chamador remoto (extremidade distante) recebe o áudio dos locais das extremidades próxima e distante. O P300 conecta todos os locais, roteando as fontes de áudio das extremidades próxima e distante por meio da saída móvel. O áudio do chamador remoto é roteado para a entrada móvel e enviado para os alto-falantes na sala da extremidade próxima e através do codec de vídeo da sala da extremidade distante.

Canal de Origem / Entrada Canal de Destino / Saída
Mix. Auto (quatro canais de entrada Dante somados do MXA310)

Analógico — Para o Codec (saída analógica 1)

Saída móvel

Analógico — Do Codec (entrada analógica 1)

Analógico — Para o Alto-falante (saída analógica 2)

Saída móvel

Entrada móvel

Analógico — Para o Codec (saída analógica 1)

Analógico — Para o Alto-falante (saída analógica 2)

Grupos de Volume e Mudo

Grupos Mudos Marque a caixa de seleção Grupo mudo para adicionar o canal a um grupo. Silenciar qualquer canal dentro do Grupo mudo, silencia todos canais no grupo.
Grupos de Volume Marque a caixa de seleção Grupo de Volume para adicionar o canal a um grupo. Todos os controles de volume do grupo são interligados e se movem juntos quando um único volume é ajustado.

Predefinições Personalizadas

Use as predefinições para salvar rapidamente e recuperar as configurações. Até 10 predefinições podem ser armazenadas em cada dispositivo para coincidir com diferentes requisitos de processamento de sinal, tipos de sala e microfones usados. Uma predefinição salva todas as configurações do dispositivo, exceto Nome do Dispositivo, Configurações IP e Senhas. Importar e exportar predefinições para novas instalações economiza tempo e melhora o fluxo de trabalho. Quando uma predefinição for selecionada, o nome será exibido acima do menu de predefinição. Se forem feitas modificações, um asterisco aparecerá próximo ao nome.

Observação: Use a predefinição de configurações padrão para reverter à configuração de fábrica (excluindo Nome do Dispositivo, Configurações IP e Senhas).

Abra o menu de predefinições para revelar as opções de predefinição:

salvar como predefinição: Salva as configurações no dispositivo
carregar predefinição: Abre uma configuração do dispositivo
importar de arquivo: Faz download de um arquivo de predefinição de um computador para o dispositivo. Os arquivos podem ser selecionados no navegador ou arrastados para a janela de importação.
exportar para arquivo: Salva um arquivo de predefinição do dispositivo em um computador

Lógica

Ao ativar o recurso de lógica em todos os canais de entrada Dante, é possível usar o botão mudo de um microfone para enviar um comando de mudo para o P300. O botão do microfone faz com que o P300 emudeça o áudio após o cancelador de eco acústico e o mixer automático, ou seja, os processadores continuam a funcionar quando o sistema precisar ser emudecido. Em várias configurações, isso elimina a necessidade de um sistema de controle externo, já que ele é frequentemente necessário em um sistema com cancelador de eco acústico. Ativar a lógica em qualquer canal ativa a configuração em todos os canais Dante (1–8).

Esse recurso funciona com microfones de arranjo de mesa Shure MXA310 e microfones de arranjo de teto MXA910, ou ainda com a interface da rede Shure ANI4IN (quando emparelhados com microfones analógicos que suportam a funcionalidade lógica).

Observação: o MXA910 precisa de um MXA310 ou sistema de controle para enviar o sinal lógico para o P300.

O canal de saída de mixagem do mixer automático no aplicativo da web do P300 tem um botão mudo, que responde ao dispositivo de controle lógico (MXA310 ou sistema de controle) quando a lógica é ativada. Quando o botão mudo do mixer automático é pressionado no aplicativo da web do P300, o LED no microfone (MXA910 ou MXA310) é alterado para mostrar que o sistema está mudo.

Etapas de configuração importantes do microfone MXA310:

  • A configuração da lógica do microfone deve ser definida para controle externo no aplicativo da web do MXA310. Isso deve ser feito para cada microfone.
  • Se for utilizar o canal de saída de mixagem automática do MXA310 (em vez de enviar 4 canais individuais do MXA310 ao mixer automático do P300), o LED do MXA310 deve ser configurado para Anel em vez de Segmentos.

Ajuste dos Níveis de Entrada

Os níveis dos canais Dante, analógicos, USB e móveis podem ser ajustados na guia Entrada e na visualização esquemática.

Para monitorar os níveis de entrada antes que alcancem o P300, ajuste a medição para pré-volume no menu de configurações. Ao ajustar os volumes, configure a medição para pós-volume.

Fontes Digitais (Dante e USB)

  1. Verifique o nível da fonte antes que atinja o P300:
  • Verifique se os microfones em rede ou outras fontes Dante estão operando em níveis de saída nominais.
  • Defina o volume USB no computador para a configuração máxima, caso o controle de volume esteja acessível.
  • Os níveis dos microfones Microflex Advance™ e Microflex Sem Fio são ajustáveis por meio de seu aplicativo da web.
  • Ajuste o ganho digital no aplicativo da web do P300:
    • Use os botões de volume ou insira manualmente um valor de ganho.
    • O ganho digital ajusta o nível do sinal antes que ele atinja o mixer matriz.
    • Mixe os níveis o mais alto possível sem que o canal mais alto atinja o nível de pico (0 dB) no medidor.

    Observação: O mixer matriz fornece ganho de cruzamento, para ajustar submixagens separadas para saídas diferentes.

    Fontes Analógicas (Entradas de Linha)

    Antes de iniciar, verifique se os níveis dos dispositivos analógicos com níveis de saída ajustáveis estão operando em níveis nominais. O volume ajusta o ganho digital antes que o sinal alcance o mixer matriz.

    1. Corresponda a configuração do nível de entrada analógica de acordo com nível do sinal de entrada:
    2. Line (+4 dBu)

      Aux (–10 dBV)

    3. Use o volume (ganho digital) para ajustar a mixagem que vai para o USB ou canais de saída Dante.

    Dispositivos Móveis

    O ganho de entrada do dispositivo móvel é otimizado na maioria dos dispositivos quando o volume é definido como zero, fornecendo volume adequado com cobertura suficiente. Como nível desejado geral, o sinal de áudio recebido pelo P300 de um telefone deve alcançar um nível médio de aproximadamente –24 dBFS.

    1. Defina um telefone para aproximadamente 50% do volume
    2. Faça uma chamada de teste para verificar o seguinte:
    • O locutor da extremidade distante pode ser ouvido com clareza?
    • O locutor da extremidade distante pode ouvir o áudio da extremidade próxima com clareza?

    Caso o sinal enviado para a extremidade distante esteja mudo, verifique se os níveis de ganho dos microfones da extremidade próxima e o mixer automático foram configurados adequadamente.

    Ajuste dos Níveis de Saída

    Dica: Configure o medidor de saída no menu de configurações para garantir uma medição precisa.

    Ajuste o volume na seção Saídas o mais alto conforme necessário, mas certifique-se de evitar cortes (quando o sinal chega a 0 dBFS). Sempre ajuste o ganho de entrada e o ganho de cruzamento no mixer matriz antes de ajustar o ganho de saída.

    Nível de saída analógica:Selecione o sinal de saída do nível de Line, Auxiliar ou de Microfone para corresponder à sensitividade do dispositivo receptor.

    Medição de Pré-volume e Pós-volume

    Os dois modelos de medição permitem monitorar os níveis de sinal antes e depois dos estágios de ganho.

    Medição de Entrada

    Quando definido como pré-ganho, o medidor exibe o nível de sinal nas entradas do P300. Se o sinal for muito baixo ou estiver cortando, faça o ajuste na fonte.

    Quando definido como pós-ganho, o medidor é afetado pelos ajustes de ganho dos volumes do canal de entrada. Isso não inclui controle de ganho automático ou qualquer outro tipo de processamento.

    Medição de Saída

    Quando definido como pré-ganho, o medidor exibe níveis de sinal após o ganho ser aplicado durante o estágio de entrada e antes dos volumes de saída. Isso inclui volumes de entrada, blocos de processamento de sinal digital, mixagem automática e ganho de cruzamento.

    Quando definido como pós-ganho, o medidor indica o sinal enviado a cada saída. Isso inclui ajustes de ganho feitos nos volumes de saída.

    Controle de Ganho Automático (AGC)

    O controle de ganho automático ajusta os níveis de canal, garantindo volume consistente para todos os locutores, em todo tipo de situação. Para vozes mais baixas, ele aumenta o ganho; para vozes mais altas, ele atenua o sinal.

    O controle de ganho automático é um recurso pós-volume e ajusta o nível do canal após o nível de entrada ter sido ajustado. Ative o recurso em canais quando a distância entre o locutor e o microfone possa variar ou em salas onde diferentes pessoas usarão o sistema de conferência.

    Nível Alvo (dBFS) Use –30 dBFS como configuração inicial para garantir uma cobertura adequada, ajustando se necessário. Isso representa o nível de RMS (médio), diferente de configurar o volume de entrada de acordo com os níveis de pico para evitar cortes.
    Reforço Máximo ( dB) Define a quantidade máxima de ganho que pode ser aplicada
    Corte Máximo ( dB) Define a atenuação máxima que pode ser aplicada

    Dica: Use o medidor de reforço/corte para monitorar a quantidade de ganho adicionada ao sinal ou subtraída dele. Se esse medidor estiver sempre alcançando o nível máximo de reforço ou corte, considere ajustar o volume de entrada para que o sinal esteja mais próximo do nível desejado.

    Equalizador Paramétrico

    Maximize a qualidade do áudio ajustando a resposta em frequência com os equalizador paramétrico. Use os equalizadores de entrada para ajustar de acordo com canais específicos, ao mesmo tempo usando os equalizadores de saída para ajustar a resposta em frequência de todos os sinais somados em determinada saída.

    Aplicações comuns do equalizador:

    • Melhorar a inteligibilidade da fala
    • Reduzir ruído de sistemas HVAC ou de projetores de vídeo
    • Reduzir irregularidades da sala
    • Ajustar a resposta de frequência para sistemas de reforço

    Equalizadores de 2 Bandas

    Ajuste as definições de filtro por meio da manipulação dos ícones no gráfico de resposta em frequência ou introduzindo valores numéricos. Desative um filtro usando a caixa de seleção ao lado do filtro.

    Tipo de Filtro Cada banda tem um filtro selecionável:

    Passa Alta: Atenua o sinal de áudio abaixo da frequência selecionada

    Limite Baixo: Atenua ou aumenta o sinal de áudio abaixo da frequência selecionada

    Passa Baixa: Atenua o sinal de áudio acima da frequência selecionada

    Limite Alto: Atenua ou aumenta o sinal de áudio acima da frequência selecionada

    Frequência Selecione a frequência central do filtro para cortar/reforçar
    Ganho Ajusta o nível de um filtro específico (+/– 30 dB)

    Equalizadores de 4 Bandas

    Ajuste as definições de filtro por meio da manipulação dos ícones no gráfico de resposta em frequência ou introduzindo valores numéricos. Desative um filtro usando a caixa de seleção ao lado do filtro.

    Tipo de Filtro Apenas a primeira e última banda têm tipos de filtro selecionáveis.

    Paramétrico: Atenua ou aumenta o sinal dentro de uma faixa de frequência personalizável

    Passa Alta: Atenua o sinal de áudio abaixo da frequência selecionada

    Limite Baixo: Atenua ou aumenta o sinal de áudio abaixo da frequência selecionada

    Passa Baixa: Atenua o sinal de áudio acima da frequência selecionada

    Limite Alto: Atenua ou aumenta o sinal de áudio acima da frequência selecionada

    Frequência Selecione a frequência central do filtro para cortar/reforçar
    Ganho Ajusta o nível de um filtro específico (+/– 30 dB)
    Q Ajusta a faixa de frequências afetadas pelo filtro. Conforme este valor aumenta, a largura de banda se torna mais fina.
    Largura Ajusta a faixa de frequências afetadas pelo filtro. O valor é representado em oitavas.

    Observação: os parâmetros Q e de largura afetam a curva de equalização da mesma forma. A única diferença é a forma como os valores são representados.

    Aplicações do Equalizador

    A acústica de salas de conferência varia de acordo com o tamanho, formato e materiais de construção das salas. Siga as orientações da tabela a seguir.

    Aplicação do EQ Configurações recomendadas
    Reforce o agudo para melhorar inteligibilidade da fala Adicione um filtro de limite alto para reforçar frequências superiores a 1 kHz por 3–6 dB
    Redução de ruído HVAC Adicione um filtro de limite baixo para atenuar as frequências abaixo de 200 Hz
    Reduza ecos flutuantes e sibilância Identifique a faixa de frequência específica que “excita” a sala:
    1. Defina um valor Q estreito
    2. Aumente o ganho entre 10 e 15 dB e, em seguida, experimente com frequências entre 1 kHz e 6 kHz para identificar a gama de ecos flutuantes ou sibilância
    3. Reduza o ganho na frequência identificada (início entre –3 e –6 dB) para minimizar o som indesejado da sala
    Reduza o som oco e ressoante na sala Identifique a faixa de frequência específica que “excita” a sala:
    1. Defina um valor Q estreito
    2. Aumente o ganho entre 10 e 15 dB e, em seguida, experimente com frequências entre 300 Hz e 900 Hz para identificar a frequência de ressonância
    3. Reduza o ganho na frequência identificada (início entre –3 e –6 dB) para minimizar o som indesejado da sala

    Cancelamento de Eco Acústico

    Em audioconferências, um locutor na extremidade distante pode ouvir o eco da sua voz como resultado do microfone que captura áudio na extremidade distante dos alto-falantes. O Cancelamento de Eco Acústico é um algoritmo DSP que identifica e elimina ecos, fornecendo uma fala clara e sem interrupções. O P300 conta com 8 canais de cancelamento de eco acústico, com processamento independente em cada canal para uma eficácia máxima. Use as seguintes recomendações ao configurar o sistema:

    • Otimize o ambiente acústico, quando possível: evite apontar os alto-falantes diretamente para os microfones, reduza o volume dos alto-falantes e posicione os alto-falantes mais longe dos microfones.
    • Se estiver conectando a um Shure MXA910, desative a Redução de Eco no microfone.

    Treinamento de Cancelamento de Eco Acústico

    Treinamento é o procedimento em que o AEC (Cancelamento de Eco Acústico) otimiza o processamento com base no ambiente acústico. O treinamento só é feito quando existe o áudio da extremidade distante e os locutores da extremidade próxima estão em silêncio. O AEC está sempre se adaptando, então, se o ambiente acústico muda, o AEC é automaticamente ajustado.

    Ajuste das Configurações

    Para ajustar as configurações de cancelamento de eco acústico, abra o menu AEC na visualização esquemática ou na guia entradas.

    Medidor de Referência Use o medidor de referência para verificar visualmente se existe sinal de referência.
    ERLE O recurso de melhoria da perda de redução de eco exibe o nível de  dB da redução de sinal (a quantidade de eco que está sendo removida). Se conectado adequadamente, a atividade do medidor ERLE corresponde, em geral, ao medidor de referência.
    Referência Selecione o canal que transmite o áudio aos alto-falantes como sendo a referência. Analógico — Para o Alto-falante é o canal mais frequentemente usado para configurações com um sistema de alto-falantes analógicos ou alto-falante integrado com mostrador.

    Observação: Selecionar uma referência em um canal aplica a mesma referência a todos os canais com AEC.

    Processamento Não-Linear O componente principal do cancelador de eco acústico é um filtro adaptável. O processamento não-linear suplementa o filtro adaptável para remover qualquer eco residual causado por irregularidades acústicas ou mudanças no ambiente. Use a configuração mais baixa possível que seja eficaz para a sua sala.

    Baixo: Use em salas com acústica controlada e eco mínimo. Essa configuração fornece o som mais natural possível.

    Médio: Use como configuração inicial em salas genéricas. Se houver interferência de eco, tente usar a configuração alta.

    Alto: Use para oferecer a mais potente redução de eco em salas com acústica ruim ou em situações em que o caminho do eco muda com frequência.

    Redução de Ruído

    A redução de ruído diminui significativamente a quantidade de ruído no sinal causado por projetores, sistemas de HVAC ou outro tipo de ruído ambiente. Um processador dinâmico é responsável por calcular o piso de ruído da sala e remover o ruído em todo o espectro com transparência máxima.

    Configurações

    A configuração de redução de ruído (baixo, médio ou alto) representa a quantidade de redução em  dB. Use a configuração mais baixa possível que reduza o ruído da sala com eficácia.

    Compressor

    Use o compressor para controlar a faixa dinâmica do sinal de saída do mixer automático.

    Limiar Quando o sinal de áudio excede o valor do limiar, o nível é atenuado para evitar picos indesejáveis no sinal de saída. O valor da atenuação é definido pelo cálculo da razão do valor. Faça uma verificação de som e defina o limiar 3–6 dB acima dos níveis médios do locutor para que o compressor atenue somente sons altos inesperados.
    Razão A razão controla a quantidade de sinal atenuado quando ele excede o limiar. Razões mais altas fornecem níveis de atenuação mais fortes. Uma razão baixa de 2:1 significa que para cada 2 dB que o sinal exceder o limiar, o sinal de saída somente excederá o limiar em 1 dB. Uma razão mais alta de 10:1 significa que um som alto que exceder o limiar em 10 dB somente excederá o limiar em 1 dB, reduzindo efetivamente o sinal em 9 dB.

    Atraso

    Use o recurso de atraso nas saídas analógicas e USB para sincronizar áudio e vídeo. Quando um sistema de vídeo gera latência (quando você ouve a voz de alguém e a boca da pessoa se move com atraso), adicione atraso às saídas analógicas para se ajustarem ao vídeo. O atraso também pode ser usado em salas maiores para alinhar o tempo de chegada ou fase entre diferentes interlocutores.

    O atraso é medido em milissegundos. Se houver uma diferença significativa entre o áudio e o vídeo, comece a usar intervalos mais espaçados de tempo de atraso (500–1.000 ms). Quando estiver próximo da sincronização completa, utilize intervalos menores para ajustar.

    O canal de saída USB conta com atraso para garantir que a câmera e o áudio da extremidade próxima estejam sincronizados.

    Modos de Mixagem Automática

    Comutação

    O modo de comutação oferece comutação de canal perfeita e rápida, além de níveis de som ambiente percebidos consistentes. A atenuação fora do eixo nesse modo é definida a –20 dB por canal, independentemente do número de canais abertos.

    Compart. Ganho

    O modo Compart. Ganho equilibra dinamicamente o ganho do sistema entre os canais abertos e fechados. O ganho do sistema permanece constante, roteando o ganho por meio dos canais para igualar um canal aberto. A estrutura de ganho escalonada ajuda a reduzir os ruídos quando há uma contagem de canais alta. Quando menos canais são usados, a menor atenuação fora do eixo fornece uma comutação transparente.

    Manual

    O modo manual soma todas as faixas ativas e envia o sinal somado em uma única saída Dante. Isso fornece a opção de rotear um sinal individual de reforço ou de gravação, sem habilitar a mixagem automática. As configurações dos volumes no modo de exibição de monitoração padrão aplicam-se à saída somada.

    Configurações de mixagem automática

    Deixar Último Microfone Ligado Mantém ativo o canal do microfone usado mais recentemente. O propósito desse recurso é manter o som ambiente natural no sinal, de modo que os participantes da reunião na extremidade distante saibam que o sinal de áudio não foi interrompido.
    Sensibilidade de Comutação Altera o limiar do nível em que a porta é aberta
    Atenuação Desligada Define o nível de redução de sinal quando um canal não está ativo
    Tempo de Retenção Define a duração para que o canal permaneça aberto após o nível cair abaixo do limite de porta
    Máximo de Canais Abertos Define o número máximo de canais ativos simultaneamente
    Prioridade Quando selecionada, esta porta de canal é ativada, independentemente do número máximo de canais abertos.
    Sempre Ligado Quando está selecionado, esse canal sempre estará ativo.
    Inibição de Porta Ative a inibição de porta para evitar que o áudio da extremidade distante comute os canais do microfone da extremidade próxima.
    1. Certifique-se de que todos os níveis de ganho de entrada sejam ajustados corretamente e que todas as outras configurações do mixer automático sejam feitas.
    2. Desative Deixar último microfone ligado.
    3. Faça uma chamada de teste com a extremidade distante para ajustar o volume do inibidor de porta. Aumente o nível do volume para que o indicador da extremidade distante ligue e o áudio da extremidade distante não comute os canais do mixer automático da extremidade próxima.
    4. Verifique se os locutores da extremidade próxima ainda conseguem ativar os canais do mixer automático. Se os canais não ligarem, diminua o volume do inibidor de porta.
    5. Reative Deixar último microfone ligado se necessário.

    Modo de Otimização de Microfone

    Selecione o microfone que é usado com o mixer automático para melhor desempenho.

    Use o MXA910 ou MXA310 quando estiver usando o microfone de Arranjo de Teto ou de Arranjo de Mesa Shure MicroflexAdvance.

    Importante: Desative o filtro de limite baixo (MXA910), o filtro de sons graves (MXA310), e todas as equalizações nos microfones para obter o melhor desempenho com a otimização dos microfones.

    Use a configuração Desligado ao utilizar o sistema Shure Microflex Sem Fio ou microfones tradicionais com fio. Se estiver usando microfones com fio, utilize a Interface de Rede Shure ANI4IN para trazer os microfones para a rede Dante.

    Uso de uma senha

    Por padrão, todas as configurações podem ser ajustadas. Para proteger as configurações com uma senha, abra o menu Configurações e selecione a guia Geral. Nesta tela, as senhas podem ser criadas ou alteradas.

    Quando uma senha é definida, uma opção Somente Leitura é exibida na tela de login. No modo Somente Leitura, os parâmetros do dispositivo podem ser visualizados, mas não editados. A identificação do dispositivo continua ativa.

    Criptografia

    O áudio é criptografado usando o Advanced Encryption Standard (AES-256) conforme especificado pela publicação FIPS-197 do NIST (National Institute of Standards and Technology) do Governo dos EUA. Os dispositivos Shure que suportam criptografia exigem uma frase de acesso para fazer a conexão. A criptografia não é suportada com dispositivos de terceiros.

    Para ativar a criptografia:

    1. Abra o menu Configurações e selecione a guia Geral.
    2. Marque a caixa de seleção Enable Encryption.
    3. Insira uma frase de acesso. Todos os dispositivos devem usar a mesma frase de acesso para estabelecer uma conexão criptografada.

    Importante: Para que a criptografia funcione:

    • A criptografia deve estar ativada ou desativada universalmente em todos os dispositivos Shure conectados.
    • O AES67 deve estar desativado no Dante Controller para ligar ou desligar a criptografia. A criptografia AES67 não é suportada atualmente.

    Redes e Dante

    Melhores Práticas de Redes

    Use as seguintes melhores práticas ao configurar uma rede para assegurar uma comunicação confiável:

    • Sempre use uma topologia de rede “estrela” conectando cada componente diretamente ao switch ou roteador.
    • Conecte todos os dispositivos Shure em rede à mesma rede e configure para a mesma sub-rede. Isso se aplica a todos os dispositivos entre os quais seja necessário rotear sinais de áudio (gerenciados por meio do Controlador Dante). Além disso, é necessário para abrir o aplicativo da web para um dispositivo.
    • Dispositivos em redes separadas exigem um processador de áudio ou software de conferência para transmitir o áudio entre eles. Consulte a seção de requisitos de planejamento de sistema e equipamentos para obter informações de configuração de rede e exemplos de configuração.
    • Use apenas um servidor DHCP por rede. Desative o endereçamento DHCP nos servidores adicionais.
    • Ligue o switch e o servidor DHCP antes dos equipamentos MXA.
    • Para expandir a rede, use vários switches Ethernet em uma topologia em estrela.
    • Todos os dispositivos devem ter o mesmo nível de revisão de firmware.

    Dados de Áudio da Rede e Controle Shure

    Os dispositivos MicroflexAdvance transportam dois tipos de dados na rede: Controle Shure e Áudio da Rede.

    Controle Shure O Controle Shure transmite dados para a operação do software de controle, atualizações de firmware e sistemas de controle de terceiros (AMX, Crestron).
    Áudio da Rede Esta rede transporta dados de áudio digital e controle do Dante para o Controlador Dante. O áudio da rede requer uma conexão gigabit Ethernet com fio para operar.

    Configurações IP de Dispositivo

    Configurar IP

    Configura o modo IP da interface de rede selecionada:

    • Auto (DHCP): Para a atribuição automática de endereços IP.
    • Manual (Estático): Para endereços IP estáticos.

    Configurações IP

    Exibe e edita o Endereço IP, Máscara de Sub-rede e Gateway de cada interface de rede.

    Endereço MAC

    A identificação exclusiva da interface de rede.

    Definição das Configurações IP

    As configurações de IP são gerenciadas pelo aplicativo da web. Por padrão, elas são ajustadas no modo Automático (DHCP). O modo DHCP permite que os dispositivos aceitem configurações IP de um servidor DHCP ou usem automaticamente as configurações de Conexão-Local quando não DHCP disponível. Os endereços IP também podem ser definidos manualmente.

    Para configurar as propriedades de IP, siga as etapas abaixo:

    1. Abra o aplicativo da web.
    2. Vá para a guia Configurações e selecione Rede.
    3. Selecione Automático ou Manual. Se Automático for selecionado, os endereços serão atribuídos automaticamente. Para a configuração Manual, siga as instruções na configuração do manual.

    Atribuição Manual de Endereço IP Estático

    Para atribuir manualmente os endereços IP, siga estas etapas:

    1. Abra o aplicativo da web.
    2. Vá para a guia Configurações e selecione Rede.
    3. Selecione Manual na configuração Configurar IP.
    4. Insira as configurações de IP.

    Operação do Software de Controle em Wi-Fi

    Ao operar o aplicativo da web em uma rede Wi-Fi, é importante configurar corretamente o roteador sem fio para obter o melhor desempenho. O sistema emprega diversos protocolos baseados em padrões que dependem de multicast. Conexões Wi-Fi tratam pacotes de transmissão e multicast diferentemente de pacotes gerais por razões de compatibilidade reversa. Em alguns casos, o roteador Wi-Fi limita a taxa de transmissão de pacotes multicast a um valor muito baixo para que o aplicativo da web opere corretamente.

    Roteadores Wi-Fi normalmente suportam os padrões 802.11b, 802.11a/g e/ou 802.11n. Por padrão, muitos roteadores Wi-Fi são configurados para permitir que dispositivos 802.11b antigos operem na rede. Nessa configuração, esses roteadores limitam automaticamente as taxas de dados multicast (às vezes chamadas de “taxa básica” ou “taxa de gerenciamento”) a 1–2 Mbps.

    Observação: Uma conexão Wi-Fi somente pode ser usada para o software de controle. O áudio da rede não pode ser transmitido por Wi-Fi.

    Dica: Para configurações altas de microfones sem fio, recomenda-se aumentar a taxa de transmissão multicast para fornecer largura de banda adequada.

    Importante: Para obter o melhor desempenho, use um roteador Wi-Fi que não limite a taxa multicast a 1–2 Mbps.

    A Shure recomenda as seguintes marcas de roteador Wi-Fi:

    • Cisco
    • Linksys
    • Apple

    Redes de Áudio Digital

    O áudio digital DanteTM é transmitido via Ethernet padrão e opera usando Protocolos de Internet padrão. O Dante fornece baixa latência, sincronização precisa do relógio e elevada QoS (Qualidade do Serviço) para oferecer transporte de áudio confiável a uma variedade de dispositivos Dante. O áudio Dante pode coexistir com segurança na mesma rede que a TI e os dados de controle ou ser configurado para usar uma rede dedicada.

    Recomendações de Switch para Redes Dante

    Além dos requisitos básicos de rede, as redes de áudio Dante devem usar um switch de rede Gigabit ou um roteador com os seguintes recursos:

    • Portas Gigabit
    • QoS (Qualidade de Serviço) com quatro filas
    • Diffserv (DSCP) QoS, com prioridade estrita
    • Recomendado: um switch gerenciado para fornecer informações detalhadas sobre o funcionamento de cada conexão de rede (velocidade de portas, contadores de erros, largura de banda usada)

    Configuração da Latência

    Latência é a quantidade de tempo necessária para que um sinal percorra o sistema até as saídas de um dispositivo. Para levar em conta as variações no tempo de latência entre dispositivos e canais, o Dante tem uma seleção predeterminada de configurações de latência. Quando a mesma configuração é selecionada, isso assegura que todos os dispositivos Dante da rede sejam sincronizados.

    A configuração de latência para dispositivos Dante deve ser ajustada de acordo com o número de switches na rede.

    Use o software do Controlador Dante da Audinate para alterar a configuração de latência.

    Recomendações de Latência

    Configuração de Latência Número Máximo de Switches
    0,25 ms 3
    0,5 ms (padrão) 5
    1 ms 10
    2 ms 10+

    Pressionar Nomes de Dispositivos para a Rede Dante

    Para enviar um nome do dispositivo para aparecer no Controlador Dante, vá para Configurações>Geral e insira um Nome do Dispositivo. Selecione Pressione para obter o Dante para enviar o nome para aparecer na rede.

    Nota: os nomes aparecem no Dante Controller com um "-d" anexo.

    AES67

    O AES67 é um padrão de áudio em rede que ativa a comunicação entre os componentes de hardware que usam tecnologias de áudio IP diferentes. Este dispositivo Shure suporta AES67 para compatibilidade melhorada dentro de sistemas de rede para som ao vivo, instalações integradas e aplicativos de transmissões.

    As informações a seguir são críticas ao transmitir ou receber sinais AES67:

    • Atualize o software Dante Controller para a versão mais recente disponível para garantir que a guia de configuração do AES67 apareça.
    • Antes de ligar ou desligar a criptografia no aplicativo da web do dispositivo Shure, você deve desativar o AES67 no Dante Controller.
    • O AES67 não pode operar se os dois dispositivos, o transmissor e o receptor, suportam Dante.
    • O Dispositivo Shure Suporta: O Dispositivo 2 Suporta: Compatibilidade do AES67
      Dante e AES67 Dante e AES67 Não. Deve ser utilizado o Dante.
      Dante e AES67 AES67 sem Dante. Qualquer outro protocolo de rede do áudio é aceitável. Sim

    Os fluxos Dante e AES67 separados podem operar simultaneamente. O número total de fluxos é determinado pelo limite máximo de fluxo do dispositivo.

    Envio de Áudio de um Dispositivo Shure

    Toda a configuração do AES67 é gerenciada no software Dante Controller. Para mais informações, consulte o guia do usuário do Dante Controller.

    1. Abra o dispositivo transmissor Shure no Dante Controller.
    2. Ative o AES67.
    3. Reinicie o dispositivo Shure.
    4. Crie os fluxos AES67 de acordo com as instruções no guia do usuário do Dante Controller.

    Recepção de Áudio de um Dispositivo Usando um Protocolo de Rede de Áudio Diferente

    Dispositivos de terceiros: Quando o hardware suporta SAP, os fluxos são identificados no software de roteamento que o dispositivo usa. Do contrário, para receber um fluxo AES67, são exigidos a ID e o endereço IP da sessão AES67.

    Dispositivos Shure: O dispositivo transmissor deve suportar SAP. No Dante Controller, um dispositivo transmissor (aparece como um endereço IP) pode ser roteado como qualquer outro dispositivo Dante.

    Ponte de Pacotes

    A ponte de pacotes ativa um controlador externo para obter informações de IP a partir da interface de controle de um dispositivo Shure. Para acessar a ponte de pacotes, um controlador externo deve enviar um pacote de consulta pelo UDP* unicast para a porta 2203 na interface Dante do dispositivo Shure.

    1. Envie um pacote UDP com uma carga útil mínima de 1 byte.
    2. Observação: A carga útil máxima aceitável é de 140 bytes. É permitido qualquer conteúdo.

    3. O dispositivo Shure enviará um pacote de resposta pelo UDP unicast para o controlador, usando uma porta UDP de destino idêntica à porta de origem do pacote de consulta. A carga útil do pacote de resposta segue este formato:
    4. Bytes Conteúdo
      0–3 Endereço IP, como um inteiro de 32 bits sem sinal na ordem da rede
      4–7 Máscara da sub-rede, como um inteiro de 32 bits sem sinal na ordem da rede
      8–13 Endereço MAC, como um arranjo de 6 bytes

      Observação: O dispositivo Shure deve responder em menos de um segundo em uma rede típica. Se não houver resposta, tente enviar a consulta novamente após verificar o endereço IP e o número da porta do destino.

    *UDP: Protocolo de Datagrama do Usuário

    Configurações de QoS (Qualidade de Serviço)

    As configurações de QoS atribuem prioridades aos pacotes de dados específicos na rede, garantindo a entrega segura de áudio em redes maiores, com tráfego pesado. Esse recurso está disponível na maioria dos interruptores de rede gerenciados. Embora não seja obrigatório, recomenda-se atribuir configurações de QoS.

    Observação: Coordenar as alterações com o administrador da rede para evitar a interrupção do serviço.

    Para atribuir valores de QoS, abra a interface do interruptor e use a tabela a seguir para atribuir valores de fila associados ao Dante.

    • Atribua o valor mais alto possível (como mostrado neste exemplo 4) para eventos PTP de tempo crítico
    • Use os valores de prioridade para cada pacote restante.
    Valores de prioridade do Dante QoS
    Prioridade Utilização Rótulo DSCP Hex Decimal Binário
    Alto (4) Eventos PTP de tempo crítico CS7 0x38 56 111000
    Médio (3) Áudio, PTP EF 0x2E 46 101110
    Baixo (2) (reservado) CS1 0x08 8 001000
    Nenhum (1) Outro tráfego BestEffort 0x00 0 000000

    Observação: O gerenciamento do interruptor pode variar conforme o fabricante e o tipo de interruptor. Consulte o guia do fabricante do produto para obter detalhes de configuração específicos.

    Para obter mais informações sobre os requisitos do Dante e sobre as redes, visite www.audinate.com.

    Terminologia de rede

    PTP (Protocolo de Precisão de Tempo): Utilizado para sincronizar os relógios na rede

    DSCP (Ponto de Código de Serviços Diferenciados): Método de identificação padronizada para dados utilizados na camada 3 QoS de priorização

    Portas e Protocolos IP

    Controle Shure

    Porta TCP/UDP Protocolo Descrição Padrão de Fábrica
    21 tcp FTP Necessário para atualizações de firmware (caso contrário, fechado) Fechado
    22 tcp SSH Interface Secure Shell Fechado
    23 tcp Telnet Sem suporte Fechado
    68 udp DHCP Protocolo de Configuração Dinâmica de Hosts Aberto
    80* tcp HTTP Necessário para iniciar o servidor Web integrado Aberto
    443 tcp HTTPS Sem suporte Fechado
    161 tcp SNMP Sem suporte Fechado
    162 tcp SNMP Sem suporte Fechado
    2202 tcp ASCII Necessário para as cadeias de controle de terceiros Aberto
    5353 udp mDNS Necessário para a descoberta de dispositivos Aberto
    5568 udp SDT Necessário para a comunicação entre dispositivos Aberto
    8023 tcp Telnet Interface de console de depuração Senha
    8180* tcp HTML Necessário para o aplicativo da web Aberto
    8427 udp Multicast SLP Necessário para a comunicação entre dispositivos Aberto
    64000 tcp Telnet Necessário para a atualização do firmware da Shure Aberto

    Dante Audio e Controller

    Porta TCP/UDP Protocolo Descrição
    162 udp SNMP Usado pelo Dante
    [319–320]* udp PTP Relógio do Dante
    2203 udp Personalizado Exigido para ponte de pacotes
    4321, 14336–14600 udp Dante Áudio do Dante
    [4440, 4444, 4455]* udp Dante Roteamento de áudio do Dante
    5353 udp mDNS Usado pelo Dante
    [8700–8706, 8800]* udp Dante Controle e Monitoração do Dante
    8751 udp Dante Dante Controller
    16000–65536 udp Dante Usado pelo Dante

    *Estas portas devem estar abertas no PC ou no sistema de controle para acessar o dispositivo por meio de um firewall.

    Estes protocolos exigem multicast. Certifique-se de que o multicast foi configurado corretamente para sua rede.

    Cadeias de Comando do P300

    O dispositivo é conectado via Ethernet a um sistema de controle, como AMX, Crestron ou Extron.

    Conexão: Ethernet (TCP/IP; selecione “Client” no programa AMX/Crestron)

    Porta: 2202

    Se estiver usando endereços IP estáticos, as configurações “Controle Shure” e “Rede do Áudio” devem ser definidas para manual no aplicativo da web do P300 (Settings > Network). Use o Endereço IP de controle para comunicação TCP/IP com dispositivos Shure.

    Convenções

    O dispositivo tem 4 tipos de cadeias:

    GET Encontra o status de um parâmetro. Depois que o AMX/Crestron envia um comando GET, o P300 responde com uma cadeia REPORT
    SET Altera o status de um parâmetro. Depois que o AMX/Crestron envia um comando SET, o P300 responde com uma cadeia REPORT para indicar o novo valor do parâmetro.
    REP Quando o P300 recebe um comando GET ou SET, responde com um comando REPORT para indicar o status do parâmetro. REPORT também é enviado pelo P300 quando um parâmetro é alterado no P300 ou utilizando o aplicativo da web.
    SAMPLE Usado para medir os níveis de áudio.

    Todas as mensagens enviadas e recebidas são caracteres ASCII. Observe que os indicadores de nível e de ganho também estão em ASCII

    A maioria dos parâmetros envia um comando REPORT quando sofre alteração. Assim, não é necessário consultar constantemente os parâmetros. O P300 enviará um comando REPORT quando qualquer um desses parâmetros sofrer alteração.

    O caractere

    “x”

    em todas as cadeias a seguir representa o canal do P300 e pode estar em números ASCII de 0 a 4, como na tabela a seguir

    00 Todos os Canais
    01–08 Entradas Dante com Processamento de Microfone
    09–10 Entradas Dante
    11–12 Entradas Analógicas
    13 Entrada USB
    14 Entrada Móvel
    15–16 Saídas Dante
    17–18 Saídas Analógicas
    19 Saída USB
    20 Saída Móvel
    21 Saída de Mixer Automático
    22 Referência de AEC/Referência da Inibição de Porta

    Cenário de Exemplo: Emudecer um Sistema

    O Cancelador de Eco Acústico (AEC) e o Mixer Automático do P300 precisam de sinal de áudio constante do microfone para operar. NÃO envie comandos para o microfone para emudecer localmente. Em vez disso, use a comunicação lógica entre os dispositivos P300 e Microflex Advance. Isso permite que o AEC continue processando áudio mesmo quando o sistema estiver emudecido e forneça os melhores resultados quando o sistema não estiver emudecido.

    Após a funcionalidade lógica ser configurada entre os dispositivos Shure, envie o comando do sistema de controle para emudecer a Saída de Mixer Automático do P300. Se estiver configurado corretamente, a Saída de Mixer Automático do P300 será emudecida e a cor LED do microfone será alterada para indicar que o sistema está emudecido.

    Observação: Embora o status do LED do MXA310 mostre que o sistema esteja emudecido, o sinal de áudio ainda é enviado ao P300 para permitir processamento contínuo.

    Sistema de Controle Crestron/AMX

    Crestron/AMX envia o comando de mudo para o P300.

    P300

    O comando do LED para indicar o estado de mudo é enviado do P300 para o MXA310.

    MXA310

    O MXA310 envia áudio para o P300 para processamento contínuo.

    Etapas Necessárias para Funcionalidade Lógica

    1. No aplicativo da web do MXA310, vá para Configuration >  Button Control e defina o modo para Logic Out.
    2. No aplicativo da web do P300, vá para a guia Input e ative Logic para todos os canais roteados do microfone MXA310. O tipo de dispositivo aparece na parte inferior da Tira de Canais de Entrada.

    Observação: O MXA910 não exige a configuração da funcionalidade lógica.

    ➀ Comando de Mudo

    Crestron/AMX envia o comando de mudo para o P300.

    ➁ Comando do LED

    O P300 envia o comando de LED para o MXA310 para que a cor do LED do microfone corresponda ao estado de mudo do sistema.

    ➂ Sinal de Áudio Contínuo

    O MXA310 envia áudio para o P300 para processamento contínuo. O sistema é emudecido a partir do P300 no final da cadeia de áudio.

    Melhores Práticas para Emudecer:

    ➀ Botão Mudo: Pressione o botão mudo no painel do Crestron/AMX.
    ➁ Crestron/AMX envia o seguinte comando para o P300: < SET 21 AUTOMXR_MUTE TOGGLE >

    Observação: O comando ALTERAR simplifica a lógica no Crestron/AMX. Os comandos LIGAR/DESLIGAR podem ser usados em vez disso, mas os processos suplementares devem ser implementados no Crestron/AMX.

    ➂ Os canais de Mixer Automático do P300 são emudecidos e o P300 envia o seguinte REPORT de volta ao Crestron/AMX: < REP 21 AUTOMXR_MUTE ON >

    Esse comando REPORT pode ser usado de diversas formas para realimentação do botão na superfície de controle.

    Cadeias de Comando (Comuns)

    Obter Todos
    Cadeia de Comando:

    < GET xx ALL >

    Em que xx é um número ASCII do canal: de 00 a 21. Use este comando na primeira inicialização para atualizar o status de todos os parâmetros.
    Resposta do P300:

    < REP ... >

    O P300 responde com cadeias REPORT individuais para todos os parâmetros.
    Obter Número do Modelo
    Cadeia de Comando:

    < GET MODEL >

    Resposta do P300:

    < REP MODEL {yyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyy} >

    Em que yyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyy são os 32 caracteres do número do modelo. O P300 sempre responde com um número de modelo de 32 caracteres.
    Obter Número de Série
    Cadeia de Comando:

    < GET SERIAL_NUM >

    Resposta do P300:

    < REP SERIAL_NUM {yyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyy} >

    Em que yyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyy são os 32 caracteres do número de série. O P300 sempre responde com um número de série de 32 caracteres.
    Obter Nome do Canal
    Cadeia de Comando:

    < GET xx CHAN_NAME >

    Em que xx é um número ASCII do canal: de 00 a 20.
    Resposta do P300:

    < REP xx CHAN_NAME {yyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyy} >

    Em que yyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyy são os 31 caracteres do nome do usuário. O P300 sempre responde com um nome de 31 caracteres.
    Obter ID do Dispositivo
    Cadeia de Comando:

    < GET DEVICE_ID >

    O comando da ID do dispositivo não contém o caractere do canal x bem como para todo o P300.
    Resposta do P300:

    < REP DEVICE_ID {yyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyy} >

    Em que yyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyy são os 31 caracteres da ID do dispositivo. O P300 sempre responde com uma ID do dispositivo de 31 caracteres.
    Obter Versão do Firmware
    Cadeia de Comando:

    < GET FW_VER >

    Resposta do P300:

    < REP FW_VER {yyyyyyyyyyyyyyyyyy} >

    Em que yyyyyyyyyyyyyyyyyy tem 18 caracteres. O P300 sempre responde com 18 caracteres.
    Obter Predefinição
    Cadeia de Comando:

    < GET PRESET >

    Resposta do P300:

    < REP PRESET nn >

    Em que nn é o número da predefinição, de 01–10.
    Definir Predefinição
    Cadeia de Comando:

    < SET PRESET nn >

    Em que nn é o número da predefinição, de 1 a 10. (O zero inicial é opcional ao usar o comando SET).
    Resposta do P300:

    < REP PRESET nn >

    Em que nn é o número da predefinição, de 01–10.
    Obter Nome da Predefinição
    Cadeia de Comando:

    < GET PRESET1 >

    < GET PRESET2 >

    < GET PRESET3 >

    etc

    Envie um destes comandos para o P300.
    Resposta do P300:

    < REP PRESET1 {yyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyy} >

    < REP PRESET2 {yyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyy} >

    < REP PRESET3 {yyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyy} >

    etc

    Em que yyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyy são os 25 caracteres do nome da predefinição. O P300 sempre responde com uma ID do dispositivo de 25 caracteres.
    Obter Ganho do Áudio
    Cadeia de Comando:

    < GET xx AUDIO_GAIN_HI_RES >

    Em que xx é um número ASCII do canal: de 00 a 22.
    Resposta do P300:

    < REP xx AUDIO_GAIN_HI_RES yyyy >

    Em que yyyy pode ter valores ASCII de 0000 a 1400. yyyy é em incrementos de um décimo de um dB.
    Definir Ganho do Áudio
    Cadeia de Comando:

    < SET xx AUDIO_GAIN_HI_RES yyyy >

    Em que yyyy pode ter valores ASCII de 0000 a 1400. yyyy é em incrementos de um décimo de um dB.
    Resposta do P300:

    < REP xx AUDIO_GAIN_HI_RES yyyy >

    Em que yyyy pode ter valores ASCII de 0000 a 1400.
    Aumentar Ganho do Áudio em n dB
    Cadeia de Comando:

    < SET xx AUDIO_GAIN_HI_RES INC nn >

    Em que nn é a quantidade, em um décimo de dB, em que o ganho será aumentado. nn pode ser um único dígito ( n ), dois dígitos ( nn ) ou três dígitos ( nnn ).
    Resposta do P300:

    < REP xx AUDIO_GAIN_HI_RES yyyy >

    Em que yyyy pode ter valores ASCII de 0000 a 1400.
    Diminuir Ganho do Áudio em n dB
    Cadeia de Comando:

    < SET xx AUDIO_GAIN_HI_RES DEC nn >

    Em que nn é a quantidade, em um décimo de dB, em que o ganho será diminuído. nn pode ser um único dígito ( n ), dois dígitos ( nn ) ou três dígitos ( nnn ).
    Resposta do P300:

    < REP xx AUDIO_GAIN_HI_RES yyyy >

    Em que yyyy pode ter valores ASCII de 0000 a 1400.
    Obter Switch de Ganho da Entrada Analógica
    Cadeia de Comando:

    < GET xx AUDIO_IN_LVL_SWITCH >

    Em que xx é um número ASCII do canal: 00 ou 11–12.
    Resposta do P300:

    < REP xx AUDIO_IN_LVL_SWITCH LINE_LVL >

    < REP xx AUDIO_IN_LVL_SWITCH AUX_LVL >

    O P300 responde com uma destas cadeias.
    Definir Switch de Ganho da Entrada Analógica
    Cadeia de Comando:

    < SET xx AUDIO_IN_LVL_SWITCH LINE_LVL >

    < SET xx AUDIO_IN_LVL_SWITCH AUX_LVL >

    Em que xx é um número ASCII do canal: 00, 11 ou 12. Envie um destes comandos para o P300.
    Resposta do P300:

    < REP xx AUDIO_IN_LVL_SWITCH LINE_LVL >

    < REP xx AUDIO_IN_LVL_SWITCH AUX_LVL >

    O P300 responde com uma destas cadeias.
    Obter Emudecimento de Áudio do Canal
    Cadeia de Comando:

    < GET xx AUDIO_MUTE >

    Em que xx é um número ASCII do canal: de 00 a 20.
    Resposta do P300:

    < REP xx AUDIO_MUTE ON >

    < REP xx AUDIO_MUTE OFF >

    O P300 responde com uma destas cadeias.
    Áudio do Canal Mudo
    Cadeia de Comando:

    < SET xx AUDIO_MUTE ON >

    Resposta do P300:

    < REP xx AUDIO_MUTE ON >

    Desativar Mudo do Áudio do Canal
    Cadeia de Comando:

    < SET xx AUDIO_MUTE OFF >

    Resposta do P300:

    < REP xx AUDIO_MUTE OFF >

    Alternar Emudecimento de Áudio do Canal
    Cadeia de Comando:

    < SET xx AUDIO_MUTE TOGGLE >

    Resposta do P300:

    < REP xx AUDIO_MUTE ON >

    < REP xx AUDIO_MUTE OFF >

    O P300 responde com uma destas cadeias.
    Obter Emudecimento de Áudio do Dispositivo
    Cadeia de Comando:

    < GET DEVICE_AUDIO_MUTE >

    Resposta do P300:

    < REP DEVICE_AUDIO_MUTE ON >

    < REP DEVICE_AUDIO_MUTE OFF >

    O P300 responde com uma destas cadeias.
    Definir Emudecimento de Áudio do Dispositivo
    Cadeia de Comando:

    < SET DEVICE_AUDIO_MUTE ON >

    < SET DEVICE_AUDIO_MUTE OFF >

    < SET DEVICE_AUDIO_MUTE TOGGLE >

    Envie um destes comandos para o P300.
    Resposta do P300:

    < REP DEVICE_AUDIO_MUTE ON >

    < REP DEVICE_AUDIO_MUTE OFF >

    O P300 responde com uma destas cadeias.
    Obter Switch de Ganho da Saída Analógica
    Cadeia de Comando:

    < GET xx AUDIO_OUT_LVL_SWITCH >

    Em que xx é um número ASCII do canal: 00, 17 ou 18.
    Resposta do P300:

    < REP xx AUDIO_OUT_LVL_SWITCH LINE_LVL >

    < REP xx AUDIO_OUT_LVL_SWITCH AUX_LVL >

    < REP xx AUDIO_OUT_LVL_SWITCH MIC_LVL >

    O P300 responde com uma destas cadeias.
    Definir Switch de Ganho da Saída Analógica
    Cadeia de Comando:

    < SET xx AUDIO_OUT_LVL_SWITCH LINE_LVL >

    < SET xx AUDIO_OUT_LVL_SWITCH AUX_LVL >

    < SET xx AUDIO_OUT_LVL_SWITCH MIC_LVL >

    Em que xx é um número ASCII do canal: 00, 17 ou 18. Envie um destes comandos para o P300.
    Resposta do P300:

    < REP xx AUDIO_OUT_LVL_SWITCH LINE_LVL >

    < REP xx AUDIO_OUT_LVL_SWITCH AUX_LVL >

    < REP xx AUDIO_OUT_LVL_SWITCH MIC_LVL >

    O P300 responde com uma destas cadeias.
    Configuração de Piscar Luzes no P300
    Cadeia de Comando:

    < SET FLASH ON >

    < SET FLASH OFF >

    Envie um destes comandos para o P300. A luz para de piscar automaticamente após 30 segundos.
    Resposta do P300:

    < REP FLASH ON >

    < REP FLASH OFF >

    O P300 responde com uma destas cadeias.
    Piscar Luzes no P300
    Cadeia de Comando:

    < GET FLASH >

    Resposta do P300:

    < REP FLASH ON >

    < REP FLASH OFF >

    O P300 responde com uma destas cadeias.
    Definir Entradas da Taxa de Medição
    Cadeia de Comando:

    < SET METER_RATE_IN yyyyy >

    Em que yyyyy é um valor de 00000 a 99.999 que representa milissegundos. 00000 = desligar; 00100 = valor mínimo; 99.999 = valor máximo. Observação: os valores de 00001 a 00099 não são válidos e resultam em uma resposta <REP ERR>.
    Resposta do P300:

    < REP METER_RATE_IN yyyyy >

    < SAMPLE_IN aaa bbb ccc ddd eee fff ggg hhh iii jjj kkk lll mmm nnn >

    Em que yyyyy é a taxa em milissegundos. O valor 00000 significa que medição está desligada. Em que aaa, bbb etc. é o valor do nível de áudio recebido e é 000–060, que representa o nível de áudio real de –60 a 0 dBFS.

    aaarepresenta os dados do canal 1

    bbbrepresenta os dados do canal 2

    cccrepresenta os dados do canal 3

    dddrepresenta os dados do canal 4

    Os dados de amostra (aaa, bbb, ccc, ddd etc.) aparecem na seguinte ordem, representando os 14 canais de entrada:

    1–8: Entradas Dante com Processamento de Microfone

    9–10: Entradas Dante

    11–12: Entradas Analógicas

    13: Entrada USB

    14: Entrada Móvel

    Obter Entradas da Taxa de Medição
    Cadeia de Comando:

    < GET METER_RATE_IN >

    Resposta do P300:

    < REP METER_RATE_IN yyyyy >

    < SAMPLE_IN aaa bbb ccc ddd eee fff ggg hhh iii jjj kkk lll mmm nnn >

    Em que yyyyy é a taxa em milissegundos. O valor 00000 significa que medição está desligada. Em que aaa, bbb etc. é o valor do nível de áudio recebido e é 000–060, que representa o nível de áudio real de –60 a 0 dBFS.

    aaarepresenta os dados do canal 1

    bbbrepresenta os dados do canal 2

    cccrepresenta os dados do canal 3

    dddrepresenta os dados do canal 4

    Os dados de amostra (aaa, bbb, ccc, ddd etc.) aparecem na seguinte ordem, representando os 14 canais de entrada:

    1–8: Entradas Dante com Processamento de Microfone

    9–10: Entradas Dante

    11–12: Entradas Analógicas

    13: Entrada USB

    14: Entrada Móvel

    Definir Saídas da Taxa de Medição
    Cadeia de Comando:

    < SET METER_RATE_OUT yyyyy >

    Em que yyyyy é um valor de 00000 a 99.999 que representa milissegundos. 00000 = desligar; 00100 = valor mínimo; 99.999 = valor máximo. Observação: os valores de 00001 a 00099 não são válidos e resultam em uma resposta <REP ERR>.
    Resposta do P300:

    < REP METER_RATE_OUT yyyyy >

    < SAMPLE_OUT aaa bbb ccc ddd eee fff >

    Em que yyyyy é a taxa em milissegundos. O valor 00000 significa que medição está desligada. Em que aaa, bbb etc. é o valor do nível de áudio recebido e é 000–060, que representa o nível de áudio real de –60 a 0 dBFS.

    aaarepresenta os dados do canal 1

    bbbrepresenta os dados do canal 2

    cccrepresenta os dados do canal 3

    dddrepresenta os dados do canal 4

    Os dados de amostra (aaa, bbb, ccc, ddd etc.) aparecem na seguinte ordem, representando os 6 canais de entrada:

    1–2: Saídas Dante

    3–4: Saídas Analógicas

    5: Saída USB

    6: Saída Móvel

    Obter Saídas da Taxa de Medição
    Cadeia de Comando:

    < GET METER_RATE_OUT >

    Resposta do P300:

    < REP METER_RATE_OUT yyyyy >

    < SAMPLE_OUT aaa bbb ccc ddd eee fff >

    Em que yyyyy é a taxa em milissegundos. O valor 00000 significa que medição está desligada. Em que aaa, bbb etc. é o valor do nível de áudio recebido e é 000–060, que representa o nível de áudio real de –60 a 0 dBFS.

    aaarepresenta os dados do canal 1

    bbbrepresenta os dados do canal 2

    cccrepresenta os dados do canal 3

    dddrepresenta os dados do canal 4

    Os dados de amostra (aaa, bbb, ccc, ddd etc.) aparecem na seguinte ordem, representando os 6 canais de entrada:

    1–2: Saídas Dante

    3–4: Saídas Analógicas

    5: Saída USB

    6: Saída Móvel

    Definir Blocos de Processamento da Taxa de Medição
    Cadeia de Comando:

    < SET METER_RATE_PROC yyyyy >

    Em que yyyyy é um valor de 00000 a 99.999 que representa milissegundos. 00000 = desligar; 00100 = valor mínimo; 99.999 = valor máximo. Observação: os valores de 00001 a 00099 não são válidos e resultam em uma resposta <REP ERR>.
    Resposta do P300:

    < REP METER_RATE_PROC yyyyy >

    < SAMPLE_PROC aaa bbb ccc ddd eee fff ggg hhh iii jjj kkk lll >

    Em que yyyyy é a taxa em milissegundos. O valor 00000 significa que medição está desligada. Em que aaa, bbb etc. é o valor do nível de áudio recebido e é 000–060, que representa o nível de áudio real de –60 a 0 dBFS.

    aaarepresenta os dados do canal 1

    bbbrepresenta os dados do canal 2

    cccrepresenta os dados do canal 3

    dddrepresenta os dados do canal 4

    Os dados de amostra (aaa, bbb, ccc, ddd etc.) aparecem na seguinte ordem, representando os 12 canais:

    1–8: pré-AGC em Oito Canais de Entrada Dante

    9: Saída de Mixer Automático

    10: Pré-compressor

    11: Referência de AEC

    12: Referência da Inibição de Porta

    Obter Blocos de Processamento da Taxa de Medição
    Cadeia de Comando:

    < GET METER_RATE_PROC >

    Resposta do P300:

    < REP METER_RATE_PROC yyyyy >

    < SAMPLE_PROC aaa bbb ccc ddd eee fff ggg hhh iii jjj kkk lll >

    Em que yyyyy é a taxa em milissegundos. O valor 00000 significa que medição está desligada. Em que aaa, bbb etc. é o valor do nível de áudio recebido e é 000–060, que representa o nível de áudio real de –60 a 0 dBFS.

    aaarepresenta os dados do canal 1

    bbbrepresenta os dados do canal 2

    cccrepresenta os dados do canal 3

    dddrepresenta os dados do canal 4

    Os dados de amostra (aaa, bbb, ccc, ddd etc.) aparecem na seguinte ordem, representando os 12 canais:

    1–8: pré-AGC em Oito Canais de Entrada Dante

    9: Saída de Mixer Automático

    10: Pré-compressor

    11: Referência de AEC

    12: Referência da Inibição de Porta

    Obter Brilho do LED
    Cadeia de Comando:

    < GET LED_BRIGHTNESS >

    Resposta do P300:

    < REP LED_BRIGHTNESS n >

    Em que n pode ter um dos seguintes valores:

    0 = LED desativado

    1 = LED fraco

    2 = padrão de LED

    Definir Brilho do LED
    Cadeia de Comando:

    < SET LED_BRIGHTNESS n >

    Em que n pode ter um dos seguintes valores:

    0 = LED desativado

    1 = LED fraco

    2 = padrão de LED

    Resposta do P300:

    < REP LED_BRIGHTNESS n >

    Obter Endereço IP de Áudio
    Cadeia de Comando:

    < GET IP_ADDR_NET_AUDIO_PRIMARY >

    Resposta do P300:

    < REP IP_ADDR_NET_AUDIO_PRIMARY {yyyyyyyyyyyyyyy} >

    Onde yyyyyyyyyyyyyyy é um endereço IP de 15 dígitos.
    Obter Endereço de Sub-rede de Áudio
    Cadeia de Comando:

    < GET IP_SUBNET_NET_AUDIO_PRIMARY >

    Resposta do P300:

    < REP IP_SUBNET_NET_AUDIO_PRIMARY {yyyyyyyyyyyyyyy} >

    Onde yyyyyyyyyyyyyyy é um endereço de sub-rede de 15 dígitos.
    Obter Endereço de Gateway de Áudio
    Cadeia de Comando:

    < GET IP_GATEWAY_NET_AUDIO_PRIMARY >

    Resposta do P300:

    < REP IP_GATEWAY_NET_AUDIO_PRIMARY {yyyyyyyyyyyyyyy} >

    Onde yyyyyyyyyyyyyyy é um endereço de gateway de 15 dígitos.
    Obter Status da Criptografia
    Cadeia de Comando:

    < GET ENCRYPTION >

    Resposta do P300:

    < REP ENCRYPTION ON >

    < REP ENCRYPTION OFF >

    O P300 responde com uma destas cadeias.
    Reinicializar P300
    Cadeia de Comando:

    < SET REBOOT >

    Resposta do P300:

    < REP REBOOT >

    Obter Eventos de Erro
    Cadeia de Comando:

    < GET LAST_ERROR_EVENT >

    Obtém o último erro registrado no P300.
    Resposta do P300:

    < REP LAST_ERROR_EVENT {yyyyyyyyyyyyyyy} >

    Onde yyyyyyyyyyyyyyy tem até 128 caracteres.
    Obter Ativação do Filtro PEQ
    Cadeia de Comando:

    < GET xx PEQ yy >

    Em que xx é o bloco PEQ; 00 significa todos os blocos PEQ no P300; 01–08 são blocos PEQ nas Entradas de Microfone Dante; 09–10 são blocos EQ em Entradas Dante; 11–12 são blocos EQ em Entradas Analógicas; 13 é o bloco EQ na entrada USB; 14 é o bloco EQ na Entrada Móvel; 15–16 são blocos PEQ nas Saídas Dante; 17–18 são blocos PEQ nas Saídas Analógicas; 19 é o bloco PEQ na Saída USB; 21 é o bloco PEQ após o mixer automático. Em que yy é o número do filtro no bloco PEQ selecionado xx. Os valores válidos são os seguintes; 01–04: filtro individual em que xx está na faixa de 01–08, ou 15–21; 01–02: filtro individual em que xx está na faixa de 09–14.
    Resposta do P300:

    < REP xx PEQ yy ON >

    < REP xx PEQ yy OFF >

    Definir Ativação do Filtro PEQ
    Cadeia de Comando:

    < SET xx PEQ yy ON >

    < SET xx PEQ yy OFF >

    Envie um destes comandos para o P300.
    Resposta do P300:

    < REP xx PEQ yy ON >

    < REP xx PEQ yy OFF >

    Em que xx é o bloco PEQ 15–16, 17–18, 19 ou 21. Em que yy é o filtro PEQ 01–04 dentro do bloco. 00 pode ser usado para todos os blocos ou todos os filtros.
    Obter Modo de Exibição do Medidor de Entrada
    Cadeia de Comando:

    < GET INPUT_METER_MODE >

    Resposta do P300:

    < REP INPUT_METER_MODE PRE_FADER >

    < REP INPUT_METER_MODE POST_FADER >

    O P300 responde com uma destas cadeias.
    Definir Modo de Exibição do Medidor de Entrada
    Cadeia de Comando:

    < SET INPUT_METER_MODE PRE_FADER >

    < SET INPUT_METER_MODE POST_FADER >

    Envie um destes comandos para o P300.
    Resposta do P300:

    < REP INPUT_METER_MODE PRE_FADER >

    < REP INPUT_METER_MODE POST_FADER >

    O P300 responde com uma destas cadeias.
    Obter Modo de Exibição do Medidor de Saída
    Cadeia de Comando:

    < GET OUTPUT_METER_MODE >

    Resposta do P300:

    < REP OUTPUT_METER_MODE PRE_FADER >

    < REP OUTPUT_METER_MODE POST_FADER >

    O P300 responde com uma destas cadeias.
    Definir Modo de Exibição do Medidor de Saída
    Cadeia de Comando:

    < SET OUTPUT_METER_MODE PRE_FADER >

    < SET OUTPUT_METER_MODE POST_FADER >

    Envie um destes comandos para o P300.
    Resposta do P300:

    < REP OUTPUT_METER_MODE PRE_FADER >

    < REP OUTPUT_METER_MODE POST_FADER >

    O P300 responde com uma destas cadeias.
    Obter Status da Conexão do USB
    Cadeia de Comando:

    < GET USB_CONNECT >

    Resposta do P300:

    < REP USB_CONNECT ON >

    < REP USB_CONNECT OFF >

    < REP USB_CONNECT ERROR >

    O P300 responde com uma destas cadeias.
    Obter Roteamento do Mixer Matriz
    Cadeia de Comando:

    < GET xx MATRIX_MXR_ROUTE yy >

    Em que xx são os números de canal de entrada 21 ou 9–14. Em que yy são os números de canal de saída 15–20.
    Resposta do P300:

    < REP xx MATRIX_MXR_ROUTE yy ON >

    < REP xx MATRIX_MXR_ROUTE yy OFF >

    O P300 responde com uma destas cadeias.
    Definir Roteamento do Mixer Matriz
    Cadeia de Comando:

    < SET xx MATRIX_MXR_ROUTE yy ON >

    < SET xx MATRIX_MXR_ROUTE yy OFF >

    Em que xx são os números de canal de entrada 21 ou 9–14. Em que yy são os números de canal de saída 15–20. Envie um destes comandos para o P300.
    Resposta do P300:

    < REP xx MATRIX_MXR_ROUTE yy ON >

    < REP xx MATRIX_MXR_ROUTE yy OFF >

    O P300 responde com uma destas cadeias.
    Obter Ganho do Mixer Matriz
    Cadeia de Comando:

    < GET xx MATRIX_MXR_GAIN yy >

    Em que xx são os números de canal de entrada 21 ou 9–14. Em que yy são os números de canal de saída 15–20.
    Resposta do P300:

    < REP xx MATRIX_MXR_GAIN yy zzzz >

    Em que zzzz pode ter valores ASCII de 0000 a 1400. zzzz é em incrementos de um décimo de um dB.
    Definir Ganho do Mixer Matriz
    Cadeia de Comando:

    < SET xx MATRIX_MXR_GAIN yy zzzz >

    Em que xx são os números do canal de entrada 21 ou 9–14. Em que yy são os números do canal de saída 15–20. Em que zzzz pode ter valores ASCII de 0000 a 1400. zzzz é em incrementos de um décimo de um dB.
    Resposta do P300:

    < REP xx MATRIX_MXR_GAIN yyzzzz >

    Incrementar Ganho do Mixer Matriz
    Cadeia de Comando:

    < SET xx MATRIX_MXR_GAIN yy INC nn >

    Em que xx são os números do canal de entrada 21 ou 9–14. Em que yy são os números do canal de saída 15–20. Em que nn é em incrementos de um décimo de um dB.
    Resposta do P300:

    < REP xx MATRIX_MXR_GAIN yy zzzz >

    Em que zzzz pode ter valores ASCII de 0000 a 1400. zzzz é em incrementos de um décimo de um dB.
    Diminuir Ganho do Mixer Matriz
    Cadeia de Comando:

    < SET xx MATRIX_MXR_GAIN yy DEC nn >

    Em que xx são os números do canal de entrada 21 ou 9–14. Em que yy são os números do canal de saída 15–20. Em que nn é em incrementos de um décimo de um dB.
    Resposta do P300:

    < REP xx MATRIX_MXR_GAIN yy zzzz >

    Em que zzzz pode ter valores ASCII de 0000 a 1400. zzzz é em incrementos de um décimo de um dB.
    Obter Endereço MAC da Rede de Controle
    Cadeia de Comando:

    < GET CONTROL_MAC_ADDR >

    Resposta do P300:

    < REP CONTROL_ MAC_ADDR yy:yy:yy:yy:yy:yy >

    Em que yy:yy:yy:yy:yy:yy é uma cadeia literal de 17 caracteres formatada em 6 octetos, cada um separado por dois pontos. Exemplo: 00:0E:DD:FF:F1:63
    Obter o Nome do Canal de Áudio da Rede
    Cadeia de Comando:

    < GET xx NA_CHAN_NAME >

    Em que xx é o número do canal. Todos os canais: 0 P300: 1–10, 15–16
    Resposta do P300:

    < REP xx NA_CHAN_NAME {yyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyy} >

    Em que xx é o número do canal. Em que {yyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyy} é o nome do canal de 31 caracteres. O valor é preenchido com espaços, conforme necessário, para garantir que 31 caracteres sejam sempre reportados.
    Obter o Nome do Dispositivo de Áudio da Rede
    Cadeia de Comando:

    < GET NA_DEVICE_NAME >

    Resposta do P300:

    < REP NA_DEVICE_NAME {yyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyy} >

    Em que {yyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyy} é uma cadeia de texto. A maioria dos dispositivos permite uma ID do dispositivo de até 31 caracteres. O valor é preenchido com espaços, conforme necessário, para garantir que 31 caracteres sejam sempre reportados.
    Restaurar as Configurações Padrão
    Cadeia de Comando:

    < SET DEFAULT_SETTINGS >

    Solicite que o dispositivo se configure para as configurações padrão.
    Resposta do P300:

    < REP PRESET xx >

    em que xx = 00 se a restauração for bem-sucedida
    Obter Estado de AEC
    Cadeia de Comando:

    < GET xx AEC >

    Em que xx é o número do canal: Todos os Canais de Microfone Dante: 00; Canal Dante do P300 com Processamento de Microfone: 01–08.
    Resposta do P300:

    < REP xx AEC ON >

    < REP xx AEC OFF >

    O P300 responde com uma destas cadeias.
    Definir Estado de AEC
    Cadeia de Comando:

    < SET xx AEC ON >

    < SET xx AEC OFF >

    < SET xx AEC TOGGLE >

    Envie um destes comandos para o P300.
    Resposta do P300:

    < REP xx AEC ON >

    < REP xx AEC OFF >

    O P300 responde com uma destas cadeias.
    Obter Sinal de Referência de AEC
    Cadeia de Comando:

    < GET xx AEC_REF >

    Em que xx é o número do canal que pode ser 00 ou 22.
    Resposta do P300:

    < REP xx AEC_REF n >

    Em que xx é o número do canal. Em que n pode ter um dos seguintes valores:

    DANTEOUT1

    DANTEOUT2

    ANALOGOUT1

    ANALOGOUT2

    ANALOGIN1

    ANALOGIN2

    USBIN

    MOBILEIN

    Definir Sinal de Referência de AEC
    Cadeia de Comando:

    < SET xx AEC_REF n >

    Em que xx é o número do canal. Em que n pode ter um dos seguintes valores:

    DANTEOUT1

    DANTEOUT2

    ANALOGOUT1

    ANALOGOUT2

    ANALOGIN1

    ANALOGIN2

    USBIN

    MOBILEIN

    Resposta do P300:

    < REP xx AEC_REF n >

    Em que xx é o número do canal. Em que n pode ter um dos seguintes valores:

    DANTEOUT1

    DANTEOUT2

    ANALOGOUT1

    ANALOGOUT2

    ANALOGIN1

    ANALOGIN2

    USBIN

    MOBILEIN

    Definir Taxa do Medidor ERLE
    Cadeia de Comando:

    < SET METER_RATE_ERLE yyyyy >

    Em que yyyyy é um valor de 00000 a 99.999 que representa milissegundos. 00000 = desligar; 00100 = valor mínimo; 99.999 = valor máximo. Observação: os valores de 00001 a 00099 não são válidos e resultam em uma resposta <REP ERR>.
    Resposta do P300:

    < REP METER_RATE_ERLE yyyyy >

    < SAMPLE_ERLE aaa bbb ccc ddd eee fff ggg hhh >

    Em que yyyyy = taxa em milissegundos. O valor 00000 significa que a medição está desligada.

    Em que aaa, bbb etc. é a amostra para cada canal. O dados ERLE estão em incrementos de 1 dB e estão na faixa de 00 a 40 dB

    aaa

    = dados do canal 1

    bbb

    = dados do canal 2

    ccc

    = dados do canal 3

    ddd

    = dados do canal 4

    eee

    = dados do canal 5

    fff

    = dados do canal 6

    ggg

    = dados do canal 7

    hhh

    = dados do canal 8

    Obter Taxa do Medidor ERLE
    Cadeia de Comando:

    < GET METER_RATE_ERLE >

    Resposta do P300:

    < REP METER_RATE_ERLE yyyyy >

    Em que yyyyy = taxa em milissegundos. O valor 00000 significa que a medição está desligada.

    Obter Estado de NLP
    Cadeia de Comando:

    < GET xx AEC_NLP >

    Em que xx é o número do canal: Todos os Canais de Microfone Dante: 00; Canal Dante do P300 com Processamento de Microfone: 01–08.
    Resposta do P300:

    < REP xx AEC_NLP LOW >

    < REP xx AEC_NLP MEDIUM >

    < REP xx AEC_NLP HIGH >

    O P300 responderá com um destes comandos.
    Definir Estado de NLP
    Cadeia de Comando:

    < SET xx AEC_NLP LOW >

    < SET xx AEC_NLP MEDIUM >

    < SET xx AEC_NLP HIGH >

    O P300 responderá com um destes comandos.
    Resposta do P300:

    < REP xx AEC_NLP LOW >

    < REP xx AEC_NLP MEDIUM >

    < REP xx AEC_NLP HIGH >

    O P300 responderá com um destes comandos.
    Obter Estado de Redução de Ruído
    Cadeia de Comando:

    < GET xx NOISE_RED >

    Em que xx é o número do canal: Todos os Canais de Microfone Dante: 00; Canal Dante do P300 com Processamento de Microfone: 01–08.
    Resposta do P300:

    < REP xx NOISE_RED ON >

    < REP xx NOISE_RED OFF >

    O P300 responderá com um destes comandos.
    Definir Estado de Redução de Ruído
    Cadeia de Comando:

    < SET xx NOISE_RED ON >

    < SET xx NOISE_RED OFF >

    O P300 responderá com um destes comandos.
    Resposta do P300:

    < REP xx NOISE_RED ON >

    < REP xx NOISE_RED OFF >

    O P300 responderá com um destes comandos.
    Obter Nível de Redução de Ruído
    Cadeia de Comando:

    < GET xx NOISE_RED_LVL >

    Em que xx é o número do canal: Todos os Canais de Microfone Dante: 00; Canal Dante do P300 com Processamento de Microfone: 01–08.
    Resposta do P300:

    < REP xx NOISE_LVL LOW >

    < REP xx NOISE_RED_LVL MEDIUM >

    < REP xx NOISE_RED HIGH >

    O P300 responderá com um destes comandos.
    Definir Nível de Redução de Ruído
    Cadeia de Comando:

    < SET xx NOISE_RED_LVL LOW >

    < SET xx NOISE_RED_LVL MEDIUM >

    < SET xx NOISE_RED_LVL HIGH >

    O P300 responderá com um destes comandos.
    Resposta do P300:

    < REP xx NOISE_RED_LVL LOW >

    < REP xx NOISE_RED_LVL MEDIUM >

    < SET xx NOISE_RED_LVL HIGH >

    O P300 responderá com um destes comandos.
    Obter Estado de AGC
    Cadeia de Comando:

    < GET xx AGC >

    Em que xx é o número do canal: Todos os Canais de Microfone Dante: 00; Canal Dante do P300 com Processamento de Microfone: 01–08.
    Resposta do P300:

    < REP xx AGC ON >

    < REP xx AGC OFF >

    O P300 responde com uma destas cadeias.
    Definir Estado de AGC
    Cadeia de Comando:

    < SET xx AGC ON >

    < SET xx AGC OFF >

    < SET xx AGC TOGGLE >

    Envie um destes comandos para o P300.
    Resposta do P300:

    < REP xx AGC ON >

    < REP xx AGC OFF >

    O P300 responde com uma destas cadeias.
    Definir Taxa de Medição de AGC
    Cadeia de Comando:

    < SET METER_RATE_AGC yyyyy >

    Em que yyyyy é um valor de 00000 a 99.999 que representa milissegundos. 00000 = desligar; 00100 = valor mínimo; 99.999 = valor máximo. Observação: os valores de 00001 a 00099 não são válidos e resultam em uma resposta <REP ERR>.
    Resposta do P300:

    < REP METER_RATE_AGC yyyyy >

    < SAMPLE_AGC aaa bbb ccc ddd eee fff ggg hhh >

    Em que yyyyy = taxa em milissegundos. O valor 00000 significa que a medição está desligada.

    Em que aaa, bbb etc. é a amostra para cada canal. O dados ERLE estão em incrementos de 1 dB e estão na faixa de 00 a 40 dB

    aaa

    = dados do canal 1

    bbb

    = dados do canal 2

    ccc

    = dados do canal 3

    ddd

    = dados do canal 4

    eee

    = dados do canal 5

    fff

    = dados do canal 6

    ggg

    = dados do canal 7

    hhh

    = dados do canal 8

    Os dados de ganho de AGC estão em incrementos de 1 dB. Os dados reportados são escalonados em 20 e, por isso, a faixa é 00 a 40, representando uma faixa real de –20 a +20 dB. –20 dB é representado como 00; 0 dB é representado como 20; +20 dB é representado como 40.

    Obter Taxa de Medição de AGC
    Cadeia de Comando:

    < GET METER_RATE_AGC >

    Resposta do P300:

    < REP METER_RATE_AGC yyyyy >

    < SAMPLE_AGC aaa bbb ccc ddd eee fff ggg hhh >

    Em que yyyyy = taxa em milissegundos. O valor 00000 significa que a medição está desligada.

    Em que aaa, bbb etc. é a amostra para cada canal. O dados ERLE estão em incrementos de 1 dB e estão na faixa de 00 a 40 dB

    aaa

    = dados do canal 1

    bbb

    = dados do canal 2

    ccc

    = dados do canal 3

    ddd

    = dados do canal 4

    eee

    = dados do canal 5

    fff

    = dados do canal 6

    ggg

    = dados do canal 7

    hhh

    = dados do canal 8

    Os dados de ganho de AGC estão em incrementos de 1 dB. Os dados reportados são escalonados em 20 e, por isso, a faixa é 00 a 40, representando uma faixa real de –20 a +20 dB. –20 dB é representado como 00; 0 dB é representado como 20; +20 dB é representado como 40.

    Obter Valor de Corte Máximo de AGC
    Cadeia de Comando:

    < GET xx AGC_MAX_CUT >

    Em que xx é o número do canal. Todos os canais: 0; P300: 01–08.
    Resposta do P300:

    < REP xx AGC_MAX_CUT yyy >

    Em que xx é o número do canal na faixa 01–08. Em que yyy são os dados de Corte Máx. de AGC definidos no comando SET.
    Definir Valor de Corte Máx. de AGC
    Cadeia de Comando:

    < SET xx AGC_MAX_CUT yyy >

    Em que xx é o número do canal: Todos os canais: 0; P300: 01–08. Em que yyy são os dados de Corte Máx. do AGC em incrementos de 0,1 dB. A faixa real de –20,0 a 0,0 dB é deslocada em 20,0 e, em seguida, é multiplicada por 10 para que os dados do usuário tenham uma faixa de 000 a 200.

    –20,0 dB é representado como 000

    –12,3 dB é representado como 077

    –1,2 dB é representado como 188.

    Resposta do P300:

    < REP xx AGC_MAX_CUT yyy >

    Em que xx é o número do canal na faixa de 01–08. Em que yyy são os dados de Corte Máx. do AGC em incrementos de 0,1 dB. A faixa real de –20,0 a 0,0 dB é deslocada em 20,0 e, em seguida, é multiplicada por 10 para que os dados do usuário tenham uma faixa de 000 a 200.

    –20,0 dB é representado como 000

    –12,3 dB é representado como 077

    –1,2 dB é representado como 188.

    Definir Incremento de Valor de Corte Máximo de AGC
    Cadeia de Comando:

    < SET xx AGC_MAX_CUT inc nnn >

    Em que xx é o número do canal: Todos os canais: 0; P300: 01–08. Em que nnn está em unidades de um décimo de um dB. O valor solicitado é multiplicado por 10 e possui três dígitos.

    –1,2 dB é representado como 012

    –12,3 dB é representado como 123

    O Corte resultante quando o nnn é aplicado deve estar na faixa de 000–200.

    Resposta do P300:

    < REP xx AGC_MAX_CUT yyy >

    Em que xx é o número do canal na faixa 01–08. Em que yyy são os dados de Corte Máx. de AGC definidos no comando SET.
    Definir Decréscimo de Valor de Corte Máx. de AGC
    Cadeia de Comando:

    < SET xx AGC_MAX_CUT dec nnn >

    Em que xx é o número do canal: Todos os canais: 0; P300: 01–08. Em que nnn está em unidades de um décimo de um dB. O valor solicitado é multiplicado por 10 e possui três dígitos.

    –1,2 dB é representado como 012

    –12,3 dB é representado como 123

    O Corte resultante quando o nnn é aplicado deve estar na faixa de 000–200.

    Resposta do P300:

    < REP xx AGC_MAX_CUT yyy >

    Em que xx é o número do canal na faixa 01–08. Em que yyy são os dados de Corte Máx. de AGC definidos no comando SET.
    Obter Valor de Reforço Máx. de AGC
    Cadeia de Comando:

    < GET xx AGC_MAX_BOOST >

    Em que xx é o número do canal. Todos os canais: 0; P300: 01–08.
    Resposta do P300:

    < REP xx AGC_MAX_BOOST yyy >

    Em que xx é o número do canal na faixa 01–08. Em que yyy são os dados de Reforço Máx. de AGC definidos no comando SET.
    Definir Valor de Reforço Máx. de AGC
    Cadeia de Comando:

    < SET xx AGC_MAX_BOOST yyy >

    Em que xx é o número do canal: Todos os canais: 0; P300: 01–08. Em que yyy são os dados de Reforço Máx. de AGC. A faixa é 000 a 200, representando uma faixa real de 0,0 a +20,0 dB em incrementos de 0,1 dB.

    +12,3 dB é representado como 123

    + 1,2 dB é representado como 012

    Resposta do P300:

    < REP xx AGC_MAX_BOOST yyy >

    Em que xx é o número do canal na faixa de 01–08. Em que yyy são os dados de Reforço Máx. de AGC. A faixa é de 000 a 200, representando uma faixa real de 0,0 a +20,0 dB em incrementos de 0,1 dB.

    +12,3 dB é representado como 123

    + 1,2 dB é representado como 012

    Definir Incremento de Valor de Reforço Máx. de AGC
    Cadeia de Comando:

    < SET xx AGC_MAX_BOOST inc nnn >

    Em que xx é o número do canal: Todos os canais: 0; P300: 01–08. Em que nnn está em unidades de um décimo de um dB. O Reforço resultante quando o nnn é aplicado deve estar na faixa de 000–200.
    Resposta do P300:

    < REP xx AGC_MAX_BOOST yyy >

    Em que xx é o número do canal na faixa 01–08. Em que yyy são os dados de Reforço Máx. de AGC definidos no comando SET.
    Definir Decréscimo de Valor de Reforço Máx. de AGC
    Cadeia de Comando:

    < SET xx AGC_MAX_BOOST dec nnn >

    Em que xx é o número do canal: Todos os canais: 0; P300: 01–08. Em que nnn está em unidades de um décimo de um dB. O Reforço resultante quando o nnn é aplicado deve estar na faixa de 000–200.
    Resposta do P300:

    < REP xx AGC_MAX_BOOST yyy >

    Em que xx é o número do canal na faixa 01–08. Em que yyy são os dados de Reforço Máx. de AGC definidos no comando SET.
    Obter Nível Alvo de AGC
    Cadeia de Comando:

    < GET xx AGC_TARGET >

    Em que xx é o número do canal. Todos os canais: 0; P300: 01–08.
    Resposta do P300:

    < REP xx AGC_TARGET yyy >

    Em que xx é o número do canal na faixa 01–08. Em que yyy são os dados de Alvo de AGC definidos no comando SET.
    Definir Nível Alvo de AGC
    Cadeia de Comando:

    < SET xx AGC_TARGET yyy >

    Em que xx é o número do canal: Todos os canais: 0; P300: 01–08. Em que yyy são os dados de Nível Alvo de AGC em incrementos de 0,1 dBFS. A faixa real de –50,0 a 0,0 dBFS é deslocada em 50 e, em seguida, é multiplicada por 10, resultando em dados do usuário na faixa de 000 a 500.

    –50,0 é representado como 000

    –12,3 é representado como 377

    –1,2 é representado como 488

    Resposta do P300:

    < REP xx AGC_TARGET yyy >

    Em que xx é o número do canal da faixa de 01–08. Em que yyy são os dados de Nível Alvo AGC em incrementos de 0,1 dBFS. A faixa real de –50,0 a 0,0 dBFS é deslocada em 50 e, em seguida, é multiplicada por 10, resultando em dados do usuário na faixa de 000 a 500.

    –50,0 é representado como 000

    –12,3 é representado como 377

    –1,2 é representado como 488

    Definir Incremento de Nível Alvo de AGC
    Cadeia de Comando:

    < SET xx AGC_TARGET inc nnn >

    Em que xx é o número do canal: Todos os canais: 0; P300: 01–08. Em que nnn está em unidades de um décimo de um dBFS. O valor solicitado nnn é multiplicado por 10 e possui três dígitos:

    –1,2 dB é representado como 012

    –12,3 dB é representado como 123

    O Alvo resultante quando o nnn é aplicado deve estar na faixa de 000–200.

    Resposta do P300:

    < REP xx AGC_TARGET yyy >

    Em que xx é o número do canal na faixa 01–08. Em que yyy são os dados de Alvo de AGC definidos no comando SET.
    Definir Decréscimo de Nível Alvo de AGC
    Cadeia de Comando:

    < SET xx AGC_TARGET dec n >

    Em que xx é o número do canal: Todos os canais: 0; P300: 01–08. Em que nnn está em unidades de um décimo de um dBFS. O valor solicitado nnn é multiplicado por 10 e possui três dígitos:

    –1,2 dB é representado como 012

    –12,3 dB é representado como 123

    O Alvo resultante quando o nnn é aplicado deve estar na faixa de 000–200.

    Resposta do P300:

    < REP xx AGC_TARGET yyy >

    Em que xx é o número do canal na faixa 01–08. Em que yyy são os dados de Alvo de AGC definidos no comando SET.
    Obter Estado da Inibição de Porta
    Cadeia de Comando:

    < GET GATE_INHIBIT >

    Resposta do P300:

    < REP GATE_INHIBIT ON >

    < REP GATE_INHIBIT OFF >

    O P300 responde com uma destas cadeias.
    Definir Estado da Inibição de Porta
    Cadeia de Comando:

    < SET GATE_INHIBIT ON >

    < SET GATE_INHIBIT OFF >

    < SET GATE_INHIBIT TOGGLE >

    Envie um destes comandos para o P300.
    Resposta do P300:

    < REP GATE_INHIBIT ON >

    < REP GATE_INHIBIT OFF >

    O P300 responde com uma destas cadeias.
    Obter Modo do Mixer Automático
    Cadeia de Comando:

    < GET xx AUTOMXR_MODE >

    Em que xx é o número do canal do mixer automático, 00 ou 21.
    Resposta do P300:

    < REP xx AUTOMXR_MODE MANUAL >

    < REP xx AUTOMXR_MODE GAINSHARE >

    < REP xx AUTOMXR_MODE GATING >

    O P300 responde com uma destas cadeias.
    Definir Modo do Mixer Automático
    Cadeia de Comando:

    < SET xx AUTOMXR_MODE MANUAL >

    < SET xx AUTOMXR_MODE GAINSHARE >

    < SET xx AUTOMXR_MODE GATING >

    Envie um destes comandos para o P300.
    Resposta do P300:

    < REP xx AUTOMXR_MODE MANUAL >

    < REP xx AUTOMXR_MODE GAINSHARE >

    < REP xx AUTOMXR_MODE GATING >

    O P300 responde com uma destas cadeias.
    Obter Atenuação Desligada do Mixer Automático
    Cadeia de Comando:

    < GET xx AUTOMXR_OFF_ATT >

    Em que xx é o número do canal do mixer automático, 00 ou 21.
    Resposta do P300:

    < REP xx AUTOMXR_OFF_ATT yyy >

    Em que xx é o número do canal do mixer automático. Em que yyy é a atenuação desligada do mixer automático.
    Definir Atenuação Desligada do Mixer Automático
    Cadeia de Comando:

    < SET xx AUTOMXR_OFF_ATT yyy >

    Em que xx é o número do canal do mixer automático. Em que yyy é a atenuação desligada do mixer automático em incrementos de 1 dB. A faixa real de –110 a –3 dB é deslocada em 110, para que os dados do usuário estejam na faixa de 0 a 107.

    –110 é representado como 000

    –10 é representado como 100

    –3 é representado como 107

    Resposta do P300:

    < REP xx AUTOMXR_OFF_ATT yyy >

    Em que xx é o número do canal do mixer automático. Em que yyy é a atenuação desligada do mixer automático.
    Obter Sensibilidade de Comutação do Mixer Automático
    Cadeia de Comando:

    < GET xx AUTOMXR_GATE_SEN >

    Em que xx é o número do canal do mixer automático, 00 ou 21.
    Resposta do P300:

    < REP xx AUTOMXR_GATE_SEN y >

    Em que xx é o número do canal do mixer automático. Em que y é a sensibilidade de comutação do mixer automático.
    Definir Sensibilidade de Comutação do Mixer Automático
    Cadeia de Comando:

    < SET xx AUTOMXR_GATE_SEN y >

    Em que xx é o número do canal do mixer automático. Em que y é a sensibilidade de comutação do mixer automático na faixa de 1 a 9, em incrementos de 1.
    Resposta do P300:

    < REP xx AUTOMXR_GATE_SEN y >

    Em que xx é o número do canal do mixer automático. Em que y é a sensibilidade de comutação do mixer automático.
    Definir Incremento de Sensibilidade de Comutação do Mixer Automático
    Cadeia de Comando:

    < SET xx AUTOMXR_GATE_SEN inc n >

    Em que xx é o número do canal do mixer automático. Em que n é o valor do incremento. O valor após n ser aplicado não pode exceder a faixa de 1 a 9.
    Resposta do P300:

    < REP xx AUTOMXR_GATE_SEN y >

    Em que xx é o número do canal do mixer automático. Em que y é a sensibilidade de comutação do mixer automático.
    Definir Decréscimo de Sensibilidade de Comutação do Mixer Automático
    Cadeia de Comando:

    < SET xx AUTOMXR_GATE_SEN dec n >

    Em que xx é o número do canal do mixer automático. Em que n é o valor do decréscimo. O valor após n ser aplicado não pode exceder a faixa de 1 a 9.
    Resposta do P300:

    < REP xx AUTOMXR_GATE_SEN y >

    Em que xx é o número do canal do mixer automático. Em que y é a sensibilidade de comutação do mixer automático.
    Obter Número Máximo de Microfones do Mixer Automático
    Cadeia de Comando:

    < GET xx AUTOMXR_MAX_NOM >

    Em que xx é o número do canal do mixer automático, 00 ou 21.
    Resposta do P300:

    < REP xx AUTOMXR_MAX_NOM y >

    Em que xx é o número do canal do mixer automático. Em que y é o Máx. NOM do mixer automático.
    Definir Número Máximo de Microfones do Mixer Automático
    Cadeia de Comando:

    < SET xx AUTOMXR_MAX_NOM y >

    Em que xx é o número do canal do mixer automático. Em que y é o Máx. NOM do mixer automático na faixa de 1 a 8, em incrementos de 1.
    Resposta do P300:

    < REP xx AUTOMXR_MAX_NOM y >

    Em que xx é o número do canal do mixer automático. Em que y é o Máx. NOM do mixer automático.
    Obter Bloqueio Lig. do Último Microfone do Mixer Automático
    Cadeia de Comando:

    < GET xx AUTOMXR_LMLO >

    Em que xx é o número do canal do mixer automático, 00 ou 21.
    Resposta do P300:

    < REP xx AUTOMXR_LMLO ON >

    < REP xx AUTOMXR_LMLO OFF >

    O P300 responde com uma destas cadeias.
    Definir Bloqueio Lig. do Último Microfone do Mixer Automático
    Cadeia de Comando:

    < SET xx AUTOMXR_LMLO ON >

    < SET xx AUTOMXR_LMLO OFF >

    < SET xx AUTOMXR_LMLO TOGGLE >

    Envie um destes comandos para o P300.
    Resposta do P300:

    < REP xx AUTOMXR_LMLO ON >

    < REP xx AUTOMXR_LMLO OFF >

    O P300 responde com uma destas cadeias.
    Obter Tempo de Retenção do Mixer Automático
    Cadeia de Comando:

    < GET xx AUTOMXR_HOLDTIME >

    Em que xx é o número do canal do mixer automático, 00 ou 21.
    Resposta do P300:

    < REP xx AUTOMXR_HOLDTIME yyyy >

    Em que xx é o número do canal do mixer automático. Em que yyyy é o Tempo de Retenção do mixer automático.
    Definir Tempo de Retenção do Mixer Automático
    Cadeia de Comando:

    < SET xx AUTOMXR_HOLDTIME yyyy >

    Em que xx é o número do canal do mixer automático. Em que yyyy é o Tempo de Retenção do mixer automático na faixa de 0100 a 1500 ms, em incrementos de 1 ms.
    Resposta do P300:

    < REP xx AUTOMXR_HOLDTIME yyyy >

    Em que xx é o número do canal do mixer automático. Em que yyyy é o Tempo de Retenção do mixer automático.
    Obter Otimização de Comutação do Mixer Automático
    Cadeia de Comando:

    < GET xx AUTOMXR_GATE_OPT >

    Em que xx é o número do canal do mixer automático, 00 ou 21.
    Resposta do P300:

    < REP xx AUTOMXR_GATE_OPT NORMAL >

    < REP xx AUTOMXR_GATE_OPT MXA310 >

    < REP xx AUTOMXR_GATE_OPT MXA910 >

    Em que xx é o número do canal do mixer automático. Em que yyyy é o Tempo de Retenção do mixer automático.
    Definir Otimização de Comutação do Mixer Automático
    Cadeia de Comando:

    < SET xx AUTOMXR_GATE_OPT NORMAL >

    < SET xx AUTOMXR_GATE_OPT MXA310 >

    < SET xx AUTOMXR_GATE_OPT MXA910 >

    Envie um destes comandos para o P300.
    Resposta do P300:

    < REP xx AUTOMXR_GATE_OPT NORMAL >

    < REP xx AUTOMXR_GATE_OPT MXA310 >

    < REP xx AUTOMXR_GATE_OPT MXA910 >

    O P300 responde com uma destas cadeias.
    Obter Canal Sempre Lig. do Mixer Automático
    Cadeia de Comando:

    < GET xx AUTOMXR_ALWAYS_ON >

    Em que xx é o número do canal. Todos: 00; P300: 01–08.
    Resposta do P300:

    < REP xx AUTOMXR_ALWAYS_ON ON >

    < REP xx AUTOMXR_ALWAYS_ON OFF >

    O P300 responde com uma destas cadeias.
    Definir Canal Sempre Lig. do Mixer Automático
    Cadeia de Comando:

    < SET xx AUTOMXR_ALWAYS_ON ON >

    < SET xx AUTOMXR_ALWAYS_ON OFF >

    < SET xx AUTOMXR_ALWAYS_ON TOGGLE >

    Envie um destes comandos para o P300.
    Resposta do P300:

    < REP xx AUTOMXR_ALWAYS_ON ON >

    < REP xx AUTOMXR_ALWAYS_ON OFF >

    O P300 responde com uma destas cadeias.
    Obter Prioridade de Canal do Mixer Automático
    Cadeia de Comando:

    < GET xx AUTOMXR_PRIORITY >

    Em que xx é o número do canal. Todos: 00; P300: 01–08.
    Resposta do P300:

    < REP xx AUTOMXR_PRIORITY ON >

    < REP xx AUTOMXR_PRIORITY OFF >

    O P300 responde com uma destas cadeias.
    Definir Prioridade de Canal do Mixer Automático
    Cadeia de Comando:

    < SET xx AUTOMXR_PRIORITY ON >

    < SET xx AUTOMXR_PRIORITY OFF >

    < SET xx AUTOMXR_PRIORITY TOGGLE >

    Envie um destes comandos para o P300.
    Resposta do P300:

    < REP xx AUTOMXR_PRIORITY ON >

    < REP xx AUTOMXR_PRIORITY OFF >

    O P300 responde com uma destas cadeias.
    Obter Mudo Pós-Porta do Mixer Automático
    Cadeia de Comando:

    < GET xx AUTOMXR_MUTE >

    Em que xx é o número do canal e apenas pode ser o canal 00 ou 21.
    Resposta do P300:

    < REP xx AUTOMXR_MUTE ON >

    < REP xx AUTOMXR_MUTE OFF >

    O P300 responde com uma destas cadeias.
    Definir Mudo Pós-Porta do Mixer Automático
    Cadeia de Comando:

    < SET xx AUTOMXR_MUTE ON >

    < SET xx AUTOMXR_MUTE OFF >

    < SET xx AUTOMXR_MUTE TOGGLE >

    Envie um destes comandos para o P300.
    Resposta do P300:

    < REP xx AUTOMXR_MUTE ON >

    < REP xx AUTOMXR_MUTE OFF >

    O P300 responde com uma destas cadeias.
    Obter Status da Porta do Mixer Automático
    Cadeia de Comando:

    < GET xx AUTOMXR_GATE >

    Em que xx é o número do canal. Todos: 00; Canal Individual: 01–08; Canal da Inibição de Porta: 22.
    Resposta do P300:

    < REP xx AUTOMXR_GATE ON >

    < REP xx AUTOMXR_GATE OFF >

    O P300 responde com uma destas cadeias.
    Obter Estado do Compressor
    Cadeia de Comando:

    < GET xx COMPRESSOR >

    Em que xx é um número do canal 00 ou 21.
    Resposta do P300:

    < REP xx COMPRESSOR ON >

    < REP xx COMPRESSOR OFF >

    O P300 responde com uma destas cadeias.
    Definir Estado do Compressor
    Cadeia de Comando:

    < SET xx COMPRESSOR ON >

    < SET xx COMPRESSOR OFF >

    < SET xx COMPRESSOR TOGGLE >

    Envie um destes comandos para o P300.
    Resposta do P300:

    < REP xx COMPRESSOR ON >

    < REP xx COMPRESSOR OFF >

    O P300 responde com uma destas cadeias.
    Obter Limiar do Compressor
    Cadeia de Comando:

    < GET xx COMP_THRESHOLD >

    Em que xx é um número do canal 00 ou 21.
    Resposta do P300:

    < REP xx COMP_THRESHOLD yyy >

    Em que xx é o número do canal 00 ou 21. Em que yyy são os dados do Limiar do Compressor, conforme definido no comando SET.
    Definir Limiar do Compressor
    Cadeia de Comando:

    < SET xx COMP_THRESHOLD yyy >

    Em que xx é o número do canal 00 ou 21.Em que yyy são os dados do Limiar do Compressor em incrementos de 0,1 dB. A faixa real de –60,0 a 0,0 dB é deslocada em 60 e, em seguida, é multiplicada por 10, resultando em dados do usuário na faixa de 000 a 600.

    –60,0 é representado como 000

    –12,3 é representado como 477

    –1,2 é representado como 588

    Resposta do P300:

    < REP xx COMP_THRESHOLD yyy >

    Em que xx é o número do canal 00 ou 21. Em que yyy são os dados do Limiar do Compressor, conforme definido no comando SET.
    Obter Razão do Compressor
    Cadeia de Comando:

    < GET xx COMP_RATIO >

    Em que xx é um número do canal 00 ou 21.
    Resposta do P300:

    < REP xx COMP_RATIO yyyy >

    Em que xx é o número do canal 00 ou 21. Em que yyyy são os dados da Razão do Compressor, conforme definido no comando SET.
    Definir Razão do Compressor
    Cadeia de Comando:

    < SET xx COMP_RATIO yyyy >

    Em que xx é o número do canal 00 ou 21.Em que yyyy são os dados da Razão do Compressor em incrementos de 0,1. Os dados da razão estão na faixa de 1.000 a 0010, representando uma faixa real de razão de 100,0:1 a 1,0:1.

    100,0:1 é representado como 1.000

    12,3:1 é representado como 0123

    1,2:1 é representado como 0012

    Resposta do P300:

    < REP xx COMP_RATIO yyyy >

    Em que xx é o número do canal 00 ou 21. Em que yyyy são os dados da Razão do Compressor, conforme definido no comando SET.
    Obter Atraso
    Cadeia de Comando:

    < GET xx DELAY >

    Em que xx é o número do canal:

    Todos os Canais: 0

    Saída Analógica 1: 17

    Saída Analógica 2: 18

    Saída USB: 19

    Resposta do P300:

    < REP xx DELAY yyyy >

    Em que xx é o número do canal definido no comando GET. Em que yyyy é o Atraso, conforme definido no comando SET.
    Definir Atraso
    Cadeia de Comando:

    < SET xx DELAY yyyy >

    Em que xx é o número do canal definido no comando GET. Em que yyyy são os dados do Atraso em incrementos de 1 ms. O atraso está na faixa de 0 a 1.000 ms; 0 significa que a unidade de Atraso está desativada.
    Resposta do P300:

    < REP xx DELAY yyyy >

    Em que xx é o número do canal definido no comando GET. Em que yyyy é o Atraso, conforme definido no comando SET.

    Resolução de Problemas

    Log de Eventos

    O log de eventos fornece uma descrição detalhada das atividades do dispositivo desde o momento em que o dispositivo é ligado. O log coleta até 1.000 entradas de atividade e atribui carimbos de data/hora relativos ao último ciclo de alimentação. As entradas são armazenadas na memória interna e não são apagadas quando o dispositivo é desligado e ligado novamente. O recurso Exportar cria um documento CSV (valores separados por vírgula) para salvar e classificar os dados de log.

    Consulte o arquivo de log para ver os detalhes ao solucionar problemas ou consulte o Suporte a Sistemas Shure.

    Para exibir o Log de Eventos:

    1. Abra o menu Help
    2. Selecione Exibir Log de Eventos
    Nível de Gravidade
    Informações Uma ação ou evento foi concluído com sucesso
    Aviso Uma ação não pode ser concluída, mas o funcionamento geral é estável
    Erro Ocorreu um problema que pode inibir a funcionalidade.
    Detalhes do Log
    Descrição Fornece detalhes sobre eventos e erros, incluindo endereço IP e máscara da sub-rede.
    Carimbo de data/hora Ciclos de alimentação:dias:horas:minutos:segundos desde a inicialização mais recente.
    ID do Evento Indica o tipo de evento para referência interna.

    Dica: Use o filtro para limitar os resultados. Selecione um título de categoria para classificar o log.

    Solução de Problemas

    Problema Solução
    O software está lento no navegador Google Chrome O problema é relacionado ao navegador. Desligue a opção de aceleração de hardware do Chrome.
    A qualidade do som está abafada Use o equalizador para ajustar a resposta de frequência. Consulte os aplicativos do equalizador para ver seu uso adequado.
    O hardware não aparece no Device Discovery
    • Verifique se os dispositivos estão ligados
    • Verifique se o PC e os equipamentos estão na mesma rede e configure-os na mesma sub-rede
    • Desligue as outras interfaces de rede não usadas para conectar ao dispositivo (inclusive WiFi)
    • Verifique se o servidor DHCP está funcionando (se aplicável)
    • Reinicie o dispositivo
    Sem áudio
    • Verifique se o ANIUSB-MATRIX está selecionado como o dispositivo de áudio no painel de dispositivos ou propriedades de áudio no computador
    • Canais de áudio devem ser roteados para uma saída através do mixer matriz
    • Conexões entre dispositivos devem ser estabelecidas no software Dante Controller™
    • Verifique os cabos
    • Verifique se os canais de entrada/saída não estão silenciados
    • Verifique se os níveis de volume não estão baixos demais
    • Certifique-se que não haja erro de criptografia – uma incompatibilidade de frase de acesso ou criptografia ativada apenas em um dispositivo interrompe o áudio.
    Não é possível rotear canais de áudio Dante Instale a versão mais recente do Dante Controller da Audinate, disponível em www.audinate.com.
    O hardware não liga
    • O switch de rede deve fornecer Power over Ethernet. Caso contrário, um injetor de PoE deve ser usado
    • Verifique os cabos e conexões de rede

    Informações importantes do produto

    Este equipamento destina-se a ser usado em aplicações de áudio profissionais.

    Observação: Este dispositivo não deve ser conectado diretamente a uma rede pública de Internet.

    Compatibilidade eletromagnética com a norma Ambiental E2: Comercial e Industrial Leve. O teste é baseado no uso dos tipos de cabos recomendados e fornecidos. O uso de outros tipos de cabos que não blindados (telados) pode degradar o desempenho da compatibilidade eletromagnética.

    Alterações ou modificações não expressamente aprovadas pela Shure Incorporated podem anular a autorização do usuário para operar este equipamento.

    Selo de Conformidade ICES-003 da Indústria Canadense: CAN ICES-3 (B)/NMB-3(B)

    Autorizado sob a cláusula de verificação da FCC Parte 15B.

    Siga o esquema de reciclagem de sua região para baterias, embalagem e resíduos eletrônicos.

    Informações para o usuário

    Este equipamento foi testado e está de acordo com os limites para um dispositivo digital Classe B, segundo a Parte 15 das Normas do FCC. Estes limites foram projetados para fornecer razoável proteção contra interferência prejudicial em uma instalação residencial. Este equipamento gera, usa e pode irradiar energia de radiofrequência e, se não for instalado e usado conforme as instruções, pode causar interferência prejudicial às comunicações de rádio. Entretanto, não há garantias de que não ocorrerão interferências em uma determinada instalação. Se este equipamento causar interferência prejudicial à recepção de rádio ou televisão, o que pode ser determinado ao desligar e ligar o equipamento, o usuário deve tentar corrigir a interferência tomando uma das seguintes medidas:

    • Reoriente ou mude de lugar a antena receptora.
    • Aumente a distância entre o equipamento e o receptor.
    • Conecte o equipamento a uma tomada de um circuito diferente do circuito da tomada onde o receptor está conectado.
    • Consulte o fabricante do equipamento ou um técnico de rádio/televisão experiente.

    A Declaração de Conformidade da CE pode ser obtida em: www.shure.com/europe/compliance

    Representante Autorizado Europeu:

    Shure Europe GmbH

    Headquarters Europe, Middle East & Africa

    Department: EMEA Approval

    Jakob-Dieffenbacher-Str. 12

    75031 Eppingen, Alemanha

    Telefone: +49-7262-92 49 0

    Fax: +49-7262-92 49 11 4

    E-mail: info@shure.de

    Atende a todos os requisitos essenciais das Diretivas Europeias relevantes e pode exibir a marca CE.

    A Declaração de Conformidade da CE pode ser obtida da Shure Incorporated ou de qualquer um dos seus representantes europeus. Para informações de contato, visite www.shure.com

    Especificações

    Conexões Analógicas

    Entrada (2) conector de bloco de 3 pinos (Balanceado Ativo)
    Saída (2) conector de bloco de 3 pinos (Impedância balanceada)
    Móvel (1) TRRS 3,5 mm (1/8")

    Conexões USB

    (1) USB 2.0, Tipo B

    Uma única porta transporta 2 canais de entrada e 2 canais de saída (Mono somado)

    Conexões de Rede (Áudio Digital Dante)

    (1) RJ45

    10 canais de entrada Dante, 2 canais de saída

    Polaridade

    Sem inversão, qualquer entrada para qualquer saída

    Requisitos de Alimentação Elétrica

    802,3 a Tipo 2 (PoE Plus), Classe 4

    Consumo de Energia

    17,5 W, máximo

    Peso

    1710   g (3,8 lbs)

    Dimensões

    A x L x P

    4 x 21 x 22,6 cm (1,6 x 8,3 x 8,9 pol.)

    aplicativo de controle

    HTML5 baseado em navegador

    Faixa de Temperatura de Operação

    −6,7°C (20°F) a 50°C (122°F)

    Faixa de Temperatura de Armazenamento

    −29°C (-20°F) a 74°C (165°F)

    Dissipação da Potência Térmica

    Máximo 17,5 W (60 BTU/h)
    típico 14,6 W (50 BTU/h)

    Áudio

    Resposta a Frequências

    +1, -1.5  dB

    20 a 20,000 Hz

    Áudio Digital Dante

    Taxa de amostragem 48 kHz
    Profundidade de bit 24

    USB Áudio

    Taxa de amostragem 44,1, 48 kHz
    Profundidade de bit 16, 24

    Latência

    Não inclui latência Dante Entrada Dante 1–8 a Saída Dante (AEC ativado) 12,5 ms
    Entrada Dante 1–8 a Saída Dante (AEC desativado) 5,8 ms
    Entrada Dante 9–10 a Saída Dante 1,8 ms
    Entrada analógica a Saída analógica 2,2 ms

    Conexões Analógicas (Conectores de Bloco)

    Escala Dinâmica

    20 Hz a 20 kHz, Ponderação A, típico

    Analógico para Dante 113 dB
    Dante para Analógico 117 dB

    Ruído de Entrada Equivalente

    20 Hz a 20 kHz, Ponderação A, entrada terminada com 150 Ω

    Line -86 dBV
    Aux. -98 dBV

    Distorção Harmônica Total

    a 1 kHz, 0 dBV Entrada, 0 dB ganho analógico

    <0,05%

    Razão de Rejeição do Modo Comum

    fonte balanceada de 150 Ω a 1 kHz

    >50 dB

    Impedância de Entrada

    9,6  kΩ

    Entrada Nível de corte

    Line +27 dBV
    Aux. +15 dBV

    Impedância de saída

    80 Ω

    Nível de Corte de Saída

    Line +20 dBV
    Aux. +0 dBV
    Mic -26 dBV

    Conexão Móvel (Conector de 3,5 mm)

    Distribuição dos Pinos

    Ponta Entrada de Áudio (Esquerda)
    Anel 1 Entrada de Áudio (Direita )
    Anel 2 Terra
    Adaptador Saída de Áudio (Para o telefone)

    Escala Dinâmica

    20 Hz a 20 kHz, Ponderação A, típico

    Analógico para Dante 99 dB
    Dante para Analógico 90 dB

    Ruído de Entrada Equivalente

    20 Hz a 20 kHz, Ponderação A, entrada terminada com 20Ω

    -95 dBV

    Distorção Harmônica Total

    a 1 kHz, 0 dBV Entrada, 0 dB ganho analógico

    <0,05%

    Impedância de Entrada

    3,7  kΩ

    Entrada Nível de corte

    +4 dBV

    Impedância de saída

    1,4  kΩ

    Nível de Corte de Saída

    Saída terminada com 2,2  kΩ

    -20 dBV

    Uso em Rede

    Requisitos de Cabo

    Cat 5e ou superior (cabo blindado recomendado)

    Atribuições dos Pinos Móveis (TRRS)

    Ponta Entrada de Áudio (Esquerda)
    Anel 1 Entrada de Áudio (Direita )
    Anel 2 Terra
    Adaptador Saída de Áudio (Para o telefone)

    Observação: As entradas de áudio (ponta e anel 1) são adicionadas a um sinal mono do P300, para enviar o sinal a qualquer destino em um único canal.

    Acessórios

    Acessórios Incluídos

    KIT, HARDWARE, P300-IMX 90D33522
    SUPORTE, MEIA UNIDADE BASTIDOR 53A27741

    Acessórios Opcionais e Peças de Substituição

    Bandeja de bastidor de 19" CRT1